Arquivos Liane Moriarty - Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
09

fev
2021

[Resenha] O Que Alice Esqueceu — Liane Moriarty

Alice tinha certeza de que era feliz: aos 29 anos, casada com Nick, um marido lindo e amoroso, aguardando o nascimento do primeiro filho rodeada pela linda família formada por sua irmã, a mãe atenciosa e a avó. Mas tudo parece IR por água abaixo quando ela acorda no chão da academia. Dez anos depois.
Enquanto tenta descobrir o que aconteceu nesse período, Alice percebe que se tornou alguém muito diferente: uma pessoa que não tem quase nada em comum com quem ela era na juventude e, pior, de quem ela não gosta nem um pouco.
Ao retratar a vida doméstica moderna provocando no leitor muitas risadas e surpresas, Liane Moriarty constrói uma narrativa ao mesmo tempo ágil e leve sobre recomeços, o que queremos lembrar e o que nos esforçamos para esquecer.

 

Ficha Técnica

Título: O que Alice Esqueceu
Título original: What Alice Forgot
Autor: Liane Moriarty
Tradução: Julia Romeu
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 416
Ano de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSubmarino

 

Resenha: O Que Alice Esqueceu

O Que Alice Esqueceu é o terceiro romance de Liane Moriarty, que primeiramente foi lançado pela editora Leya como As Lembranças de Alice. A Intrínseca, responsável por traduzir outros títulos da autora, trouxe uma nova edição do romance após ter publicado os sucessos O Segredo do Meu Marido e Pequenas Grandes Mentiras, além de Até Que A Culpa Nos Separe. O mais recente trabalho de Moriarty é Nove Desconhecidos.

Após uma queda durante uma aula de step, Alice acorda tendo esquecido de seus dez últimos anos de vida. Ela acredita estar em 1998, grávida e no início de seu casamento, mas se descobre mãe de três crianças e com sua vida, como um todo, muito diferente do que era.

Por esse ser um livro anterior aos grandes sucessos de Liane Moriarty — os responsáveis por terem me apresentado seu trabalho —, senti uma leve diferença em sua escrita. Continuei gostando muito de sua narrativa e das temáticas abordadas, sobre as quais falarei abaixo, mas o desenvolvimento em si do enredo me pareceu um pouco menos maduro. Em seus outros livros, os ganchos e reviravoltas me parecem ter sido trabalhados com mais sutileza, escondidos de uma maneira mais natural, de forma a causarem mais impacto em suas revelações. Ressalto que essa não é uma crítica, mas uma observação, que demonstra especialmente como a autora ficou ainda mais habilidosa em suas publicações posteriores.

O Que Alice Esqueceu trabalha questões comuns à obra de Moriarty, como família e relacionamentos, mas se aprofunda especialmente no aspecto da memória e da identidade. A reflexão durante toda a leitura é sobre como mudamos com o passar do tempo, a partir do que vamos vivenciando, e o quanto nossas lembranças são cruciais nessa construção. A partir do instante em que Alice não se lembra do que viveu, ela não sabe mais quem é naquele ponto de sua vida, e as consequências decorrentes disso são múltiplas.

Atreladas a isso, aparecem temas como maternidade e casamento, além das próprias relações interpessoais como um todo. Liane Moriarty foi sensível em demonstrar não apenas as transformações, mas principalmente as perspectivas múltiplas. A história não trata de quem está certo ou errado, se Alice é uma pessoa melhor ou pior em relação ao passado, mas que há múltiplos fatores influenciando na construção da nossa personalidade e em nossa maneira de lidar com as pessoas e situações ao nosso redor. Cada figura na história tem sua carga de razão, de erro e acerto, e é bonito como a autora demonstra tudo isso. As situações apresentadas são complexas porque envolvem pessoas com sentimentos e bagagens complexas.

Vale dizer que, além da narrativa principal em terceira pessoa, onisciente pela perspectiva de Alice, há também, intercaladas a ela, a narrativa em primeira pessoa de sua irmã, Elizabeth, escrevendo uma espécie de diário por recomendação de seu terapeuta, e as publicações da avó das duas, Frannie, em um blog. Com isso, não apenas temos acesso aos acontecimentos por uma perspectiva que não de Alice como também conhecemos mais do anseio dessas mulheres. Parte da obra, também, trabalha diferentes formas de se levar a vida e diferentes escolhas que fazemos ao longo dela. Também, vale dizer que ao mesmo tempo que o humor ácido de Elizabeth contribui para a atmosfera melancólica do enredo, as passagens de Frannie funcionam como alívio cômico por serem um tanto quanto espirituosas.

No geral, gostei muito de O Que Alice Esqueceu especialmente pelas reflexões construídas. Não foi uma leitura que eu devorei — exceto por O Segredo do Meu Marido, costumo ler Liane Moriarty mais vagarosamente, acredito que por seu estilo de escrita —, mas que foi degustada em seu devido tempo.

29

abr
2019

[Vídeo Resenha] Nove Desconhecidos — Liane Moriarty

Título: Nove Desconhecidos
Título original: Nine Perfect Strangers
Autor: Liane Moriarty
Tradutor: Julia Sobral Campos
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 464
Data de Publicação: 2019
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSubmarino

Nove pessoas se reúnem em um spa bem distante da cidade. A quilômetros da civilização, sem carro nem celulares, elas não têm qualquer contato com o mundo exterior. Apenas tempo para pensarem em si mesmas e se conhecerem melhor. Algumas estão lá para perder peso, algumas para tentar recomeçar a vida, outras por razões inconfessáveis até para elas mesmas. No meio de tanto luxo e mimo, sucos e meditação, todos sabem que vão precisar se esforçar nos próximos dez dias. Mas ninguém é capaz de imaginar o tamanho do desafio.
Frances Welty, escritora de romances best-sellers, chega à Tranquillum House com um problema nas costas, um coração partido e um corte no dedo extremamente dolorido. Ela logo fica intrigada com os colegas de retiro — a maioria não parece precisar de fato de um spa. Mas quem mais a deixa curiosa é a diretora. Será que ela tem as respostas que Frances nem sabia que estava procurando? Será que Frances deve colocar suas dúvidas de lado e mergulhar em tudo que o spa tem a oferecer? Ou é melhor fugir enquanto é tempo?
Não demora muito para que todos os hóspedes estejam se fazendo esta pergunta.

Continue lendo »

14

mar
2017

[Resenha] Pequenas Grandes Mentiras – Liane Moriarty

Título: Pequenas Grandes Mentiras
Autor: Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 400
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compre: Amazon ♥ AmericanasSaraiva ♥ Submarino

Depois do sucesso de O segredo do meu marido, a autora australiana Liane Moriarty apresenta um livro ousado sobre as perigosas meias verdade que contamos a nós mesmos para sobreviver.

Com muita bebida e pouca comida, o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, da varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou?

Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada.

Madeline é forte e decidida. No segundo casamento, está muito chateada porque a filha do primeiro relacionamento quer morar com o pai e a jovem madrasta. Não bastasse isso, Skye, a filha do ex-marido com a nova mulher, está matriculada no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline.

Celeste, mãe dos gêmeos Max e Josh, é uma mulher invejável. É magra, rica e bonita, e seu casamento com Perry parece perfeito demais para ser verdade.

Celeste e Madeleine ficam amigas de Jane, a jovem mãe solteira que se mudou para a cidade com o filho, Ziggy, fruto de uma noite malsucedida.

Quando Ziggy é acusado de bullying, as opiniões dos pais se dividem. As tensões nos pequenos grupos de mães vão aumentando até o fatídico dia em que alguém cai da varanda da escola e morre. Pais e professores têm impressões frequentemente contraditórias e a verdade fica difícil de ser alcançada.

Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mãe e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem-humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana.

Continue lendo »

14

fev
2017

[Resenha] O Segredo do Meu Marido – Liane Moriarty

o-segredo-do-meu-marido-liane-moriarty-minha-vida-literaria

Título: O Segredo do Meu Marido
Autor: Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 368
Ano de Publicação: 2014
Skoob: Adicione
Compre: Amazon ♥ AmericanasSaraiva ♥ Submarino

Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta para ser aberta apenas depois que ele morresse. Imagine também que essa carta revela o pior e o mais profundo segredo dele – algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você esbarra nessa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo…

Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar de sua pequena comunidade, uma esposa e mãe devotada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia – ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela.

Emocionante, O segredo do meu marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros – e, em última instância, a nós mesmos.

Continue lendo »

12

dez
2015

Notícias da Semana

ps ainda amo você  - minha vida literariaP.S. Ainda Amo Você, a aguardada continuação do livro Para todos os garotos que já amei tem data de lançamento para 11/01/2016.

Segundo informações do blog da editora, “Na sequência da história que já conquistou milhares de leitores, Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.”

Fonte: Editora Intrínseca

 
 

Continue lendo »

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2021 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício