[Resenha] Joyland - Stephen King | Minha Vida Literária
03

dez
2019

[Resenha] Joyland – Stephen King

Título: Joyland
Título original: Joyland
Autor: Stephen King
Tradução: Regiane Winarski
Editora: Suma
Número de Páginas: 240
Ano de Publicação: 2015
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.
Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado – e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.
O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer – e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.

De todas as obras de Stephen King, Joyland é a de maior apelo melancólico. Sendo essa sua característica mais forte, o enredo pode ser arrasador para qualquer leitor que espera encontrar o terror e não está preparado para a emocionante aventura vivida por Devin Jones.

Quando um jovem procurando emprego durante o verão de 1973 encontra exatamente o que procura em Joyland — parque de diversões na Carolina do Norte —, ele espera ter um bom dinheiro, voltar para a faculdade e quem sabe esquecer o término do namoro. Contudo, não é paz que Devin Jones vai conseguir ao se deparar com o fantasma de Linda Grey e os segredos por detrás de seu assassinato.

Em se tratando das poucas obras que li do King, considero Joyland uma das mais bem escritas, porém não a melhor. A ideia do livro em si é original, tem todo um desenvolvimento divertido durante a estadia de Devin no parque, seus dias são turbulentos, os apelidos que dão aos visitantes são bem engraçados e, acima de tudo, é possível encontrar sua alma de circo. Sabe aquela nostalgia gostosa ao sentir cheiro de pipoca e ouvir a música do carrossel? Ou talvez até se deparar com o ar fresco que só se consegue sentir em uma roda gigante? É disso que estou falando, é o prazer de vender e receber diversão que revela a uma pessoa sua alma de circo — coisa que Devin Jones também vai descobrir.

Gosto de como o protagonista se destaca em seu carisma, pois ele sozinho consegue carregar a história inteira nas costas, sem precisar que os personagens secundários intercedam vez ou outra. Devin tem uma aura gentil, uma inocência em seus pensamentos e aquela bondade com crianças que faz com que você se encha de afeto. Ele é um ótimo acompanhante para se conhecer Joyland e apresentar as diversões que aquele lugar tem, mas também consegue instigar o leitor ao pensar no assassinato de Linda Grey.

Pensar não, investigar! Afinal, Devin tem um pezinho em se meter em encrenca. E, sabe o que é mais divertido nisso tudo? É que o terror, aquela sensação de suspense e medo que geralmente encontramos com força nas obras de King, aqui é muito sútil. Sem dúvida Joyland é uma boa história de investigação, mas não faz jus a categoria de terror ao qual o autor é idolatrado. Ressalto que não é algo ruim. Encontrar novas faces de um escritor tão reconhecido só faz com que ele seja uma constante redescoberta.

Cheio de momentos do cotidiano, coisas simples e sem muita expectativa de transformação, mas que na verdade guardam acontecimentos fascinantes, Joyland é um livro que dá prazer em ler e recomendar.





Deixe o seu comentário

5 Respostas para "[Resenha] Joyland – Stephen King"

Angela Cunha - 04, dezembro 2019 às (07:44)

Acredito que essa seja uma das obras do Mestre King que menos foi elogiada na época. Eu amo as letras do autor, amo de paixão e mesmo que não tenha lido todos os livros, já li bastante e pretendo ler muito mais(óbvio)
Mas essa história parece fugir e muito do gênero que ele criou, que ele utiliza com tanta maestria.
Mesmo assim, um dia se tiver oportunidade, quero sim, conferir!
Beijo

Scheila - 04, dezembro 2019 às (09:19)

Oii, Fran!
Gostei desse livro!
Principalmente quando você comenta que remete a momentos no circo.. que sensação boa! Me deu vontade de ler por isso.
E me lembra filmes que via me minha infância.
Gostei mesmo!
Obrigada pela resenha. Beijos.

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 04, dezembro 2019 às (22:43)

Francine!
Já tive oportunidade de ler esse livro e é um dos mais diferentes do estilo dele, porque traz não algo de terror, mas aquele sentimento de tristeza e suspense que permeia toda a obra e nos faz instigar a leitura até o final.
cheirinhos
rudy

Rayane B. de Sá - 06, dezembro 2019 às (11:01)

Oiii ❤ Gostei da premissa de Devin investigar o que aconteceu com Linda, estou curiosa para saber tudo o que ele descobriu.
Devin parece um personagem maravilhoso e bem construído, já que ele sozinho consegue conduzir a trama.
Bom saber que apesar do livro ser escrito pelo Stephen King, não é necessariamente um terror, que está mais voltado para a investigação, pois não sou fã de terror, mas tenho curiosidade sobre a escrita do autor.
Beijos ❤

Anna Mendes - 06, dezembro 2019 às (11:30)

Oi Fran!
Amei a sua resenha!! <3
Eu simplesmente adoro os livros do King! Li Joyland no ano passado e adorei a leitura!
Como você comentou, não é um livro que dá medo, comparado com outras obras do autor. Mas é uma leitura leve e rápida, muito gostosa de fazer. Gostei do toque de suspense com uma pegada mais policial que o autor colocou na trama. E concordo que o protagonista foi muito bem construído, já que não me senti entediada com a perspectiva dele.
Bjos!

Últimas Resenhas

Calendário de posts

dezembro 2019
S T Q Q S S D
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2019

<div class="titulo desafio-fuxicando-sobre-chick-lits-2019"><h6>Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2019</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por