[Resenha] Depois Do Sim — Taylor Jenkins Reid | Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
22

dez
2020

[Resenha] Depois Do Sim — Taylor Jenkins Reid

Após onze anos de casamento, Lauren e Ryan chegam à triste conclusão de que não estão felizes juntos. Esse poderia ser o fim, mas para os dois é só o começo. Eles vão passar por um ano diferente de tudo aquilo que já viveram, no qual aprenderão muito mais sobre si mesmos do que seriam capazes de imaginar. Depois do sim é uma história sobre o que acontece quando a paixão parece não estar mais lá. Sobre as várias facetas do amor. Sobre aprender a mantê-lo, perdê-lo, redescobri-lo e aceitá-lo como ele é. Acima de tudo, é a história de um casal preso nas armadilhas de seus hábitos e manias, mas disposto a buscar um novo e inusitado caminho para fazer dar certo.

 

Ficha Técnica

Título: Depois Do Sim
Título original: After I Do
Autor: Taylor Jenkins Reid
Tradução: Alexandre Boide
Editora: Paralela
Número de Páginas: 320
Ano de Publicação: 2020
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSubmarino

 

Resenha: Depois Do Sim

Depois Do Sim é o segundo romance de Taylor Jenkins Reid, originalmente publicado em 2014, ainda que tenha chegado ao Brasil no final de 2020. Suas demais obras, em ordem de lançamento original, são: Forever, Interrupted (2013); Em Outra Vida, Talvez? (2015); Amor(es) Verdadeiro(s) (2016); Os Sete Maridos de Evelyn Hugo (2017); Evidence of the Affair (2018); e Daisy Jones & The Six (2019). Seu próximo romance, Malibu Rising, será publicado em 2021.

Após onze anos de relacionamento, dos quais estiveram casados por seis, Lauren e Ryan chegam à conclusão de que não se amam mais. Assolados por ressentimentos e pela impossibilidade de conviverem, decidem passar um ano separados, sem contato algum com o outro, a fim de descobrirem se a relação entre eles ainda é possível.

Taylor Jenkins Reid é minha atual escritora favorita e cada novo contato com um trabalho seu reforça essa afirmação. Peguei Depois Do Sim em uma tarde de sábado, desejando degustar a leitura, e só consegui parar ao virar a última página, no final da noite. Assim como nas demais obras da autora, fui tragada desde as primeiras páginas tanto pela agilidade narrativa, que entrega os principais acontecimentos de maneira direta, reconstruindo os anos do casal até o momento da separação, sem perder a capacidade de envolvimento emocional.

Por ser narrado em primeira pessoa, temos contato direto com os pensamentos e angústias de Lauren. Assim, muitas passagens na história são dolorosas, especialmente no que se refere à incompreensão dos próprios sentimentos e ao vazio deixado pela separação. E mesmo com o sofrimento narrado, há também leveza, sobretudo pela rede de apoio de Lauren formada por sua família e amigos. Sua relação familiar, aliás, é um ponto importante na história, já que as diferentes figuras representam, também, diferentes perspectivas sobre relacionamentos e sobre ambições de vida. 

O que mais me encanta nos livros de Taylor Jenkins Reid é a sua maneira de construir personagens reais. Há sensibilidade em suas construções, com nuances emocionais que as humanizam, e em Depois Do Sim isso não é diferente. Além de Lauren e Ryan estarem sujeitos a erros e acertos, o romance demonstra com clareza como não há apenas uma maneira correta de se relacionar, de se construir uma família, de se amar. Isso é importante em especial no que se refere às decisões das mulheres da história. Lauren, sua mãe, irmã e avó têm vivências diferentes, com escolhas e anseios diferentes, o que quebra o conceito ultrapassado de como mulheres devem ser ou sentir, temática essa comum às obras de Reid.

Depois Do Sim me proporcionou aquele tipo de leitura que me faz esquecer do mundo ao meu redor, e isso por si só já seria o bastante para colocá-lo no meu hall de queridinhos do ano. Indo além, me despertou diferentes emoções e reflexões, sendo capaz de apertar meu coração em dor apenas para, também, proporcionar alívio e acalento. No melhor estilo Taylor Jenkins Reid de ser, a autora nos lembra de como a vida pode ser injusta — o que dá ao romance seu típico tom melancólico — sem perder a doçura de nos mostrar que, de uma forma ou de outra, tudo pode se ajeitar.





Deixe o seu comentário

4 Respostas para "[Resenha] Depois Do Sim — Taylor Jenkins Reid"

eliane - 22, dezembro 2020 às (22:36)

ola Aione
tenho visto muitas resenhas desse livro ultimamente e todas apontam para esse jeito que a autora tem de criar personagens reais ,e por isso é natural que os leitores sintam empatia por eles . E nesse livro ela aborda um tema que eu gosto de ver que é o casamento em crise ,pois eu participo de um grupo de casais e tenho curiosidade de saber como a autora aborda essa questão .

Angela Cunha - 23, dezembro 2020 às (07:16)

Daisy Jones foi um dos melhores livros que li nesse ano e Os Sete Maridos está na estante e espero ler em breve.
Juro que não sabia dessa ordem dos livros mas foi gostoso saber que mesmo tendo livros escritos há mais tempos, a danada da autora é maravilhosa desde sempre!!
Isso de trazer personagens reais e sim, situações reais deixa a gente mais perto da obra e nos coloca para refletir sobre nossa própria vida.
Com certeza, este é um livro que desejo muito ler!!!
Beijo

Anna Mendes - 23, dezembro 2020 às (09:12)

Oi Aione!
Nossa, que resenha linda!
Toda vez que você fala sobre algum livro da Taylor Jenkins Reid eu só consigo pensar: “Preciso ler algo dessa autora pra ontem!!”
Não só por ouvir tantos comentários positivos sobre os livros dela, mas também porque as premissas chamam minha atenção.
O que não foi diferente com Depois do Sim. Parece ser um romance maduro, carregado de emoção e sensibilidade, e com personagens bem construídos. Gosto muito quando os personagens passam essa sensação de serem pessoas reais, que cometem tanto erros quanto acertos.
Fiquei bem curiosa para fazer a leitura.
Bjos!

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 23, dezembro 2020 às (23:26)

Aione!
Gosto de uma narrativa mais direta e que já diz a que veio.
A magia está nisso: transformar um enredo bem clichê em uma leitura delícia e cheia de aprendizado, principalmente para quem tem muitos anos de casao.
Diálogo é muito importante para todos os relacionamentos.
Não li nada da autora ainda.
cheirinhos
Rudy

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2021 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício