[Resenha] Princesa da Magia - Clara Alves | Minha Vida Literária
07

abr
2020

[Resenha] Princesa da Magia – Clara Alves

Título: Princesa da Magia
Autor: Clara Alves
Editora: Autopublicação
Número de Páginas: 85
Ano de Publicação: 2020
Skoob: Adicione
Compre: Amazon

Quando os protetores de Rosália descobrem um desequilíbrio na magia que sustenta o reino, Meg, a princesa de Rosália e espiã da rainha, recebe a importante missão de se infiltrar na casa de um conde como noiva de seu filho e descobrir os planos do homem.
Mas desmascarar o conde não vai ser nada fácil. Especialmente quando Yara, a futura condessa de Baia, se coloca em seu caminho.

Um dos projetos que mais está me animando em 2020 é a antologia anunciada pelas autoras da Increasy e publicada em E-book na plataforma da Amazon! A Femme Fatale reúne um grupo de doze escritores que lançarão ao longo desse ano uma novela por mês com releituras de grandes heroínas da literatura em uma outra perspectiva dessas personagens. Três já foram lançadas: Princesa da Magia da Clara Alves (Mégara, esposa de Hércules); Entre a Cruz e a Espada da Igraínne Marques (Esmeralda de O Corcunda de Notre Dame); e Palácio de Areia da Raffa Fustagno (Elza e Ana de Frozen). E é sobre um deles que vamos falar hoje.

Meg, a princesa de Rosália, é prometida ao filho do conde de Baia e no mesmo dia em que ela conhece Hélder, coloca seu plano em ação. Isso porque nossa princesa não fica apenas sentada no trono, Mégara é a espiã da rainha! E após receber o relato de um estranho desequilíbrio na magia que sustenta o reino, Meg recebe a missão de se infiltrar na casa do conde e descobrir os planos desse homem. Até que Yara, a futura condessa de Baia, se coloca em seu caminho tornando as coisas que já não eram fáceis, muito pior!

Clara Alves – autora de Conectadas, livro publicado pela seguinte em 2019 – traz a releitura de Mégara ambientada em um mundo fantástico onde os moldes do patriarcado é contestado, trazendo para o poder feminino funções de liderança política e domínio familiar, o que enche de representatividade e voz as páginas dessa história. Portanto, temos a protagonista, criada em meio ao centro de Rosália, que atualmente vive essa igualdade de gênero, sendo enviada para o interior do reino em uma missão e se deparando com o fato de que os velhos costumes ainda permanecem com raízes fortes. As duas perspectivas de mundo trazidas ao leitor conseguem compor um senso de familiaridade interessante, visto que nossa própria sociedade sofre desse mesmo problema.

Mégara, sendo então influenciada por essas duas experiências de mundo, tem uma evolução como personagem que é gritante. Mesmo ela já sendo extremamente forte, segura, preparada para sacrifícios no início do livro, é possível crescer ao seu lado conforme o choque sobre várias realidades vão lhe atingindo, coisas como a miséria, a crueldade familiar, o desrespeito com a própria natureza e a cobiça pela magia. É a releitura, sem sombra de dúvidas, sobre uma princesa caminhando para se tornar rainha.

Para finalizar, o romance. Gosto de deixar por último essa parte por ser uma das coisas que mais me agradam no trabalho da Clara. Eu realmente amo muito os casais. Eles possuem carisma e uma sensualidade que transbordam as páginas, e Meg e Yara não foram diferentes. Elas trocam palavras ásperas, mas também momentos íntimos que irradiam calor na sala. É difícil o leitor não se sentir atraído pelo casal. Creio que elas refletem muito a importância de construir confiança e lealdade em um relacionamento.

Princesa da Magia é a releitura de janeiro das heroínas da Femme Fatale e quero muito convidar vocês para ler e apoiar esse projeto. Tenho certeza que Meg e Yara vão conquistar vocês com toda a coragem e amor que possuem.





Deixe o seu comentário

10 Respostas para "[Resenha] Princesa da Magia – Clara Alves"

rudynalva - 07, abril 2020 às (19:12)

Francine!

Já gostei dessa repaginada, principalmente porque a autora não teve receio em trazer um mundo de fantasia sem ver sexo e sim o sentimento, o amor.
cheirinhos
Rudy

Angela Cunha - 08, abril 2020 às (07:26)

Como sou fã assumida do trabalho e da pessoa Raffa, venho acompanhando tudo sobre este projeto desde o início. E sim, por atitudes assim, dessa união,que nossa literatura nacional precisa ser aplaudida de pé!!!
Ainda não li nenhum dos livros, mas pretendo fazer isso em breve.
Isso de fazer releituras tão inversas assim me animou bastante!!!
Beijo e oh, viva nossa literatura nacional!!!

Luana Martins - 08, abril 2020 às (21:52)

Oi , Francine
Li um pouco sobre esse projeto e gostei muito da ideia.
Espero que seja um sucesso!
Não li nenhum dos que foi publicado, mas a ideia de trazer essas mulheres (personagens que foram ou não aproveitadas pela literatura ). Agora chegou a vez de dar voz a elas.
Com um enredo envolvente que aborda sexualidade, que faz o leitor passar as páginas sem perceber.
Vai para a lista de desejos, beijos.

Anna Mendes - 10, abril 2020 às (09:18)

Oi Fran!
Adorei a resenha!
Ainda não li nada da Clara Alves, mas tenho muita curiosidade, principalmente porque ouvi comentários muito positivos sobre Conectadas.
Achei muito legal esse projeto da antologia Femme Fatale. Adoro esse tipo de releitura!
Fiquei com muita vontade de ler Princesa da Magia!
Parece ser uma história envolvente e com personagens bem cativantes!
E essa representatividade que você comentou deve dar um toque ainda mais especial para a história! 🙂
Bjos!

Elizete Silva - 15, abril 2020 às (14:02)

Olá! Releituras são sempre muito bem vindas, ainda mais quando parecem ser tão diferentes e atuais, e a escolha dessa personagem é bem diferente, já que ela não é tão famosa assim comparada a outras personagens da Disney, espero poder conferir todos os contos.

ANA PAULA SANTOS MOREIRA - 25, abril 2020 às (15:31)

Uau, que projeto fantástico. Gosto de releituras, mesmo não tendo lido muitas, mas as que li me agradou muito. Gostei muito do que foi apresentado em Princesa da magia, estou com muita vontade de ler esse livro, por ser uma história bem agradável e cativante para mim.

Bianca Martins - 26, abril 2020 às (19:03)

Esse projeto é muito corajoso e super interessante, espero que possam estender para outras também!
Casais envolventes são um caso a parte para mim tbm, gostar do casal é primordial para eu gostar do livro, se não pego um ranço…rs

Ana I. J. Mercury - 29, abril 2020 às (20:02)

Oi, Francine
Adorei sua resenha.
A história parece ótima. Como gosto de fantasia já me ganhou por aí, e a Meg parece ser tão hábil, forte e centrada.
Além de ter um romance tão cativante assim, com esses tempos difíceis é do que estamos precisando né?! kkk
bjs

Ana Carolina Venceslau Dos Santos - 30, abril 2020 às (18:25)

Eu adorei o projeto desse livro estou muito ansiosa e ler a versão da Esmeralda que foi aqui me fez conhecer essa iniciativa da Femme Fatale

Carol Carvalho - 17, maio 2020 às (18:30)

Adorei a resenha e estou ansiosa para ler o livro.

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por