[Resenha] O Café da Praia — Lucy Diamond | Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
21

jan
2020

[Resenha] O Café da Praia — Lucy Diamond

Título: O Café da Praia
Título original: The Beach Café
Autor: Lucy Diamond
Tradução: Vera Ribeiro
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 336
Ano de Publicação: 2019
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Evie sempre foi a ovelha negra da família: sonhadora e impulsiva, o oposto das irmãs mais velhas bem-sucedidas. Tentou fazer carreira como atriz, fotógrafa e cantora, mas nada deu muito certo. Às vezes, ao pular de um trabalho para outro, ela tem a sensação de que lhe falta um propósito.
Quando sua tia preferida morre em um acidente de carro, Evie recebe uma herança inesperada, um café na beira da praia na Cornualha. Empolgada com a oportunidade de mudar de vida, ela decide se mudar para lá, mas logo descobre que nem tudo são flores: os funcionários não são dos melhores e o local está caindo aos pedaços. Tudo bem diferente dos tempos em que passava as férias de verão com a tia.
Apesar das dificuldades, pela primeira vez Evie está determinada a ter sucesso. Ao lutar pelo café, ela busca secretamente dar um novo rumo à sua vida e, assim, pode acabar conquistando bem mais do que esperava no trabalho… e também no amor.

O Café da Praia foi meu segundo contato com a escrita de Lucy Diamond. Se em A Casa dos Novos Começos demorei um pouco para me envolver com a leitura, ainda que eu tenha a adorado ao chegar ao fim, nesse outro título mergulhei de cabeça desde as primeiras páginas e finalizei o livro certa de ter me apaixonado pela história.

Evie sempre foi a diferente em sua família. Enquanto suas irmãs têm empregos estáveis e famílias formadas, ela passa de um trabalho temporário a outro, depois de já ter tentado carreira como atriz, fotógrafa e professora. Também, ela não sente mais a mesma empolgação sobre seu namoro, após cinco anos de relacionamento. Quando recebe a notícia de que sua tia favorita faleceu e deixou a ela seu café na Cornualha, lugar onde Evie guarda muitas de suas melhores lembranças, ela fica dividida sobre o que fazer; afinal, para assumir o lugar ela, que não se sente preparada para a tarefa, precisaria deixar toda sua vida para trás.

Foi certamente a narrativa em primeira pessoa, pela perspectiva de Evie, que me aproximou mais da leitura desse título de Lucy Diamond em relação à minha anterior. Foi fácil mergulhar em sua vivência, compartilhando de seus medos, anseios e, sobretudo, de seu sentimento de inferioridade perante sua família. Adoro romances que abordam essas difíceis relações familiares, então esse foi um dos pontos que mais me agradou em O Café da Praia. Em diversos momentos, me vi sofrendo com Evie pela forma de como ela não é levada a sério especialmente por suas irmãs e não pude deixar de vibrar com os rumos que a história toma.

Acima de tudo, essa é a narrativa de uma mulher descobrindo quem é e aceitando, pela primeira vez, sua personalidade e escolhas. Evie não consegue se sentir parte de um estilo de vida convencional e, por isso, me identifiquei bastante com ela. É lindo acompanhar seu desabrochar, compartilhar de sua sensação de pertencimento e vê-la se descobrir como a pessoa capaz e competente que sempre foi. Também, se Evie é rejeitada quando chega na pequena cidade à beira-mar, ver a forma de como seu trabalho desenvolve um senso de comunidade é, no mínimo, inspirador. Foi impossível não me emocionar com as amizades que ela faz e com toda troca de apoio que acontece entre ela e os demais membros da baía de Carrawen.

É claro que o romance não poderia ficar de fora. Entretanto, ele não é o centro da história e se desenvolve bem lentamente. A atração entre o casal é daquelas que surge aos poucos, em meio às dúvidas e aos segredos do mocinho. O resultado é que percorremos as páginas torcendo pela aproximação entre os dois, ao mesmo tempo em que ficamos intrigadas com tudo aquilo que ele esconde. É uma delícia ver o casal se aproximar aos poucos e ainda mais gostoso testemunhar a concretização do romance.

Em linhas gerais, O Café da Praia se transformou em um dos meus favoritos até então publicados na coleção Romances de Hoje da editora Arqueiro. Mergulhar nas páginas oferecidas por Lucy Diamond foi uma maneira deliciosa de me transportar para outra realidade, na qual encontrei conforto e inspiração, sobretudo — além de ter ficado com a boca salivando pelos quitutes servidos no café. Foi uma leitura que me trouxe sorrisos e contidas lágrimas de emoção, perfeita não apenas para o verão, mas para qualquer momento em que se desejar encontrar aconchego. Vale lembrar que o romance é o primeiro de uma série composta por quatro volumes, os quais trazem a continuação da vida de Evie no café. Ainda não há anúncio sobre a publicação dos próximos títulos, contudo, O Café da Praia pode ser lido como livro independente, já que sua história tem começo, meio e fim.

Confira as capas originais da série O Café da Praia





Deixe o seu comentário

8 Respostas para "[Resenha] O Café da Praia — Lucy Diamond"

Vanessa Meiser - 21, janeiro 2020 às (21:06)

Oi querida, eu adoro estas histórias de recomeços, novos ares, novos lugares, novas pessoas, sempre me encanto com estas narrativas. Ainda não li nenhum livro da Lucy, mas claro que estou de olho nestes que a Arqueiro vem publicando, quero todos na minha estante, hehe. Adoro acompanhar o crescimento dos personagens, mesmo que precisem passar por alguns perrengues… Quero muuuito ler!!!!

Beijo, Van.

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 21, janeiro 2020 às (21:22)

Aione!
Tem livros que nos deixam com essa dualidade, ainda mais quando a protagonista é tão insegura quanto falou; mas acredito que os chick lits tem essa característica de uma protagonista um tantinho atrapalhada, bom que ela foi melhorando no decorrer do livro.
Deveria mesmo a autora ter focado um pouco na parte administrativa de um negócio.
Mesmo o romance chegando quase no final e o final não sendo o foco, dá para ler, né?
cheirinhos
Rudy

Angela Cunha - 22, janeiro 2020 às (07:28)

Como sou doida para ter e ler todos estes livros da coleção Romances de Hoje da Arqueiro!A cada nova resenha, o coração fica feliz!
Lucy escreve majestosamente(pelo que leio) e o que mais me chama atenção nessa coleção é que mesmo tendo ali o romance leve e gostoso, há muito mais.
Há recomeços!E isso sempre me anima ainda mais. Mulheres fortes que acabam tendo que provar a si próprias que irão conseguir!
Espero ler..todos!
Beijo

Anna Mendes - 22, janeiro 2020 às (11:28)

Oi Aione!
Amei demais sua resenha! <3
Desde que vi esse livro pela primeira vez fiquei completamente apaixonada por essa capa! Morro de vontade de ler algum dos romances dessa coleção!
Adorei a premissa de O Café da Praia. Também gosto mais quando uma história é narrada em primeira pessoa, principalmente nos romances.
Fiquei com muita vontade de fazer a leitura! 🙂
Bjos!

Rayane - 22, janeiro 2020 às (22:16)

Fiquei muito curiosa para saber como a protagonista vai cuidar do café que herdou e para conferir como essas amizades vão influenciar nessa nova etapa da vida dela. “o café de praia” tem tudo para me agradar, estou super ansiosa por essa leitura!

Camila nogueira - 28, janeiro 2020 às (12:30)

A Arqueiro vem arrasando com esses lançamentos, né? Ainda não li esse, mas, pretendo fazer isso em breve! Adoro livros que trazem essa linguagem fluida e com personagens todos atrapalhados. Ele é totalmente atrativo, a capa, a história de recomeço em si e como não se pode faltar uma dose generosa de romance que aquece nossos corações.

Elizete Silva - 31, janeiro 2020 às (10:54)

Olá! Essa coleção da Arqueiro está maravilhosa, li recentemente A casa dos novos começos, que é dessa autora, e amei, foi uma experiência maravilhosa e inesquecível, por isso estou empolgadíssima para conferir esse (até me identifiquei com a nossa protagonista), essas histórias possuem uma carga de drama e lições valiosas que devemos aprender, além, da valorização do papel da mulher.

Ana I. J. Mercury - 31, janeiro 2020 às (20:58)

Oi, Aione
Aiii tô doida para ler os livros dessa coleção!
E o Café na praia parece ser um livro lindíssimo, que traz reflexões e questionamento sobre as escolhas que fazemos, recomeçar e superar o sentimento de inferioridade.
A Evie parece ser superlegal, bem gente como a gente, rsrs
Uma dessas protagonistas fofas e batalhadoras.
Assim que der lerei!
bjs

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2020 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício