[Resenha] Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de Me Sabotar — Beth Evans | Minha Vida Literária
07

dez
2018

[Resenha] Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de Me Sabotar — Beth Evans

Título: Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de Me Sabotar
Título original: I Really Didn’t Think This Through
Autor: Beth Evans
Tradutor: Giu Alonso
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 192
Data de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSubmarino

Com ilustrações bem-humoradas, Beth Evans escreve sobre depressão, ansiedade, formulário, boletos e outros desafios para se tornar um adulto.
A vida adulta não é fácil. E quem nunca fuxicou as redes sociais de amigos bem-sucedidos, só para se comparar, e acabou se sentindo pior ainda, que atire a primeira pedra.
Contando suas próprias histórias vergonhosas, e outras mais sérias como depressão e TOC, a autora consegue extrair lições valiosas, sem perder a leveza diante da seriedade de diversos assuntos.
Este livro é repleto de conselhos amigáveis sobre como cuidar de si mesmo, como procurar ajuda (não importa quais sejam seus problemas) e agarrar-se aquilo que te faz feliz – seja uma banda, seja uma maratona da Netflix. Beth Evans é uma contadora de histórias supercriativa, e seus desenhos complementam suas palavras com um humor único.
Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar é como um abraço do seu melhor amigo naqueles dias sofríveis. E, como melhor amigo, está aqui para dizer: ‘Você consegue!’.

Com leveza e bom humor, Diário de Uma Garota Ansiosa ou Como Parei De Me Sabotar traz o relato sincero de Beth Evans sobre a transição para a vida adulta. Ao abordar diversas questões — inclusive depressão, ansiedade e outros transtornos mentais —, a autora leva conforto ao leitor especialmente por demonstrar que tudo bem sentir, às vezes, que não está tudo bem.

Beth Evans já começa o livro dizendo não ter soluções ou conselhos milagrosos para os problemas, até porque não existem fórmulas secretas para isso — além de quê, na visão dela, seria pedante fazer esse tipo de afirmação sobre como cada pessoa deveria viver a própria vida. Assim, logo de início já conhecemos o tom da leitura e nos preparamos para o que iremos encontrar dali em diante.

Os relatos em Diário de Uma Garota Ansiosa ou Como Parei De Me Sabotar são extremamente sinceros, de forma a facilmente criarem uma conexão com o leitor. Também, a linguagem simples da autora nos faz sentir como se estivessemos conversando com uma amiga querida e próxima de nós, o que torna tudo ainda mais fácil de ser lido. Esse é o tipo de livro que você consegue ler em praticamente uma sentada.

Também, o livro é recheado de ilustrações feitas pela própria Beth Evans, que retrata com humor e empatia cada uma das questões abordadas. É muito fácil se sentir representado nas imagens e palavras da autora e, acima de tudo, é muito fácil se sentir aceito. Quando se vive com a sensação de ser o erro da sua vida, é muito bom poder encontrar conforto nas palavras de alguém que sente o mesmo e é melhor ainda ouvir que está tudo bem em se viver algo diferente de qualquer ideal imposto, seja lá qual ele for.

De modo geral, Diário de Uma Garota Ansiosa ou Como Parei De Me Sabotar foi uma leitura extremamente rápida e leve, mesmo quando trata de assuntos que são o oposto disso. Beth Evans merece reconhecimento não apenas por sua habilidade narrativa, mas principalmente por ter se aberto tanto a fim de auxiliar pessoas em situações semelhantes. Cada um de nós certamente já passou por algum momento de dificuldade na vida e tudo fica mais fácil quando encontramos apoio.





Deixe o seu comentário

3 Respostas para "[Resenha] Diário de Uma Ansiosa ou Como Parei de Me Sabotar — Beth Evans"

Anna Mendes - 07, dezembro 2018 às (17:58)

Oi Aione!
Amei a resenha!! <3
Fiquei tão feliz de você ter falado sobre esse livro! Eu descobri ele recentemente e já adicionei na minha lista de desejados, porque adorei a premissa!
Parece ser uma leitura muito envolvente, leve e gostosa de fazer! Gosto muito de livros nesse estilo!
E achei tão fofas as ilustrações!
Ler a sua resenha me deixou com ainda mais vontade de adquirir o livro! 🙂
Bjos!

Angela Cunha - 08, dezembro 2018 às (07:22)

Apesar de não ser um gênero que eu leia frequente, adoro este tipo de tema. Como um leve puxão de orelha a todos nós!
Fiquei encantada com a diagramação do livro e como fã de ilustrações, estou aqui babando.rs
Acredito na aceitação do ser humano, em como temos este poder de não sermos iguais a todo mundo, mas sim, de aceitarmos como somos e sim, mudar o que desagrada a nós mesmos!
Com certeza, o livro vai para a lista de desejados!
Beijo

Ana I. J. Mercury - 31, dezembro 2018 às (14:33)

Gostei da sua resenha, me deixou bem ansiosa kkkk pra ler! kkk
Eu sou muito ansiosa, sofro com isso, e quero ler mais sobre, pra poder me entender mais, saber como procurar ajuda e como me ajudar, me acalmar e etc.
Vou querer ler com certeza!
bjs

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por