[Resenha] A Casa dos Espíritos - Isabel Allende | Minha Vida Literária
18

jan
2018

[Resenha] A Casa dos Espíritos – Isabel Allende

Título: A Casa dos Espíritos
Autor: Isabel Allende
Editora: Bertrand Brasil
Número de Páginas: 448
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

O maior sucesso de Isabel Allende, agora com novo projeto gráfico. A casa dos espíritos é tanto uma emblemática saga familiar quanto um relato acerca de um período turbulento na história de um país latino-americano indefinido. Isabel Allende constrói um mundo conduzido pelos espíritos e o enche de habitantes expressivos e muito humanos, incluindo Esteban, o patriarca, um homem volátil e orgulhoso, cujo desejo por terra é lendário e que vive assombrado pela paixão tirânica que sente pela esposa que nunca pode ter por completo; Clara, a matriarca, evasiva e misteriosa, que prevê a tragédia familiar e molda o destino da casa e dos Trueba; Blanca, sua filha, de fala suave, mas rebelde, cujo amor chocante pelo filho do capataz de seu pai alimenta o eterno desprezo de Esteban, mesmo quando resulta na neta que ele tanto adora; e Alba, o fruto do amor proibido de Blanca, uma mulher ardente, obstinada e dotada de luminosa beleza. As paixões, lutas e segredos da família Trueba abrangem três gerações e um século de transformações violentas, que culminaram em uma crise que levam o patriarca e sua amada neta para lados opostos das barricadas. Em um pano de fundo de revolução e contrarrevolução, Isabel Allende traz à vida uma família cujos laços privados de amor e ódio são mais complexos e duradouros do que as lealdades políticas que os colocam uns contra os outros.

O livro A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende, é um dos livros mais reconhecidos da autora. Publicado pela primeira vez em 1982, é considerado um clássico da literatura latino-americana. Nesta nova edição publicada pela Bertrand Brasil temos um novo e belo projeto gráfico que nos acompanha na revisitação dessa história.

Aqui acompanhamos a trajetória da família Trueba por três gerações compostas pelo protagonismo de três personagens femininas — Clara, Blanca e Alba — e pelo patriarca da família, Esteban, um homem autoritário e de personalidade difícil.

Além de as personagens principais serem mulheres, as três possuem em medidas diferentes dons clarividentes, mas a trama não se detém apenas a esse aspecto; ao contrário, em paralelo à trajetória da família ao longo dos anos, experenciamos na leitura passagens que contextualizam questões referentes à economia, política e diferenças sociais, bem como temas envolvendo amor, ódio e redenção.

A narrativa é intercalada pelos personagens sendo muito bem construídos: são bem desenvolvidos e trabalhados de modo aprofundado. A minha impressão foi a de que nada nesse livro é superficial, tudo foi muito bem articulado . Sem dúvidas a escrita de Isabel Allende é majestosa.

Porém, ressalto que, por vezes, a história carrega certa densidade. Por ser considerada uma obra do realismo fantástico, nos deparamos com conflitos complexos e reais e, ao mesmo tempo, com situações inesperadas e pouco comuns. No entanto, a história acaba por nos envolver plenamente por ser muito bem escrita.

Por fim, gostaria de recomendar também a adaptação cinematográfica da obra, a qual complementa a leitura e nos ajuda a mergulhar ainda mais nesse universo tão mágico e ao mesmo tempo permeado pelas durezas e sofrimentos do mundo real.





Deixe o seu comentário

7 Respostas para "[Resenha] A Casa dos Espíritos – Isabel Allende"

Daiane Araújo - 18, janeiro 2018 às (12:20)

Oi, Clivia.

O livro é inimaginável, vai além do que eu imaginava, por não girar em torno desse dom espiritual da Clara e os espíritos, mas sim, por falar daquele período da política. E por falar do amor, gerações/histórico familiar.

Responder

Aline Teixeira - 18, janeiro 2018 às (16:49)

Olá Clívia! Adoro tramas envolventes com uma pegada meio histórica, pois acredito que elas trazem bastante conhecimento acerca de outras nações. O fato das editoras relançarem as obras mostram quão consagradas elas foram e ainda são. O enredo é misterioso e enigmático, nada do que eu imaginava. Beijos

Responder

Anna Mendes - 18, janeiro 2018 às (17:46)

Oi Clívia! Adorei a resenha!
Eu já ouvi falar muito bem deste livro. Achei a premissa interessante e parece ser uma história bem diferente das que estou acostumada a ler. Não costumo ler livros da literatura latino-americana, porque não conheço muitos, o que é uma pena.
Enfim, fiquei curiosa para conhecer essa história e a escrita da autora 🙂
Bjos!

Responder

Vitória Pantielly - 23, janeiro 2018 às (13:16)

Oi Clivia!
Não é um livro que eu iria pegar logo de cara para ler por achar um tanto complexo, mas depois de ler a resenha a curiosidade bateu, principalmente pelo livro trazer protagonistas mulheres, mostrando a evolução da família delas.
Esse contexto todo e a intercalação da narração são algo que me chama atenção, pretendo assistir a adaptação antes da leitura, faço isso poucas vezes, mas como você mesmo disse que é um livro denso tenho medo de desistir da leitura, espero gostar.
Beijos.

Responder

Lana Silva - 24, janeiro 2018 às (14:40)

Já havia lido outras resenhas a respeito desta obra, porém não imaginava que haveria a republicação da edição, e achei um máximo. Principalmente pois adoro essa mistura de realismo com sobrenatural. Além de que os personagens são muito bem descrito e aprofundados, mostrando para nos suas perspectivas de forma ampla, e muito bem construída. Já quero adquirir o livro, acredito que será uma leitura prazerosa.

Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

Responder

Ana Carolina Venceslau dos Santos - 29, janeiro 2018 às (10:14)

Nunca cheguei a ler nada dessa autora na verdade nem me interessei muito no livro quando eu vi a capa confesso que eu joguei ela porque achei que seria um romance de época porque eu li um livro que a capa era parecida também da mesma editora acho que eu vou deixar essa leitura para ler mais a frente

Responder

Lily Viana - 31, janeiro 2018 às (23:00)

Olá!
Gostei da resenha, o livro tem uma premissa muito boa. Não tinha conhecimento do livro e nem da autora mas me deixou muito bem curiosa por conhecer a escrita e a historia.

Tempos Literários

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por