[Vídeo Resenha] Por Trás de Seus Olhos — Sarah Pinborough - Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
21

fev
2022

[Vídeo Resenha] Por Trás de Seus Olhos — Sarah Pinborough

Louise é mãe solteira, trabalha como secretária e está presa à rotina da vida moderna: ir para o escritório, cuidar da casa, do filho e tentar descansar no tempo livre. Em uma rara saída à noite, ela conhece um homem no bar e se deixa envolver. Embora ele se vá logo depois de um beijo, Louise fica muito animada por ter encontrado alguém.
Ela só não esperava que seu novo e casadíssimo chefe seria o homem do bar. Apesar de ele fazer questão de logo esclarecer que o beijo foi um equívoco, em pouco tempo os dois passam a ter um caso. Em uma terrível sequência de erros, Louise acaba ficando amiga da esposa do amante. E, se você acha que sabe para onde esta história vai, pense de novo, porque Por trás de seus olhos não se parece com nenhum livro que já tenha passado por suas mãos. À medida que é arrastada para a história do casal, Louise acaba com mais perguntas que respostas e a única coisa certa é que algo naquele casamento está muito, muito errado.
Em Por trás de seus olhos, best-seller do Sunday Times e do The New York Times, Sarah Pinborough não só reinventa o tradicional triângulo amoroso, como o vira do avesso e de ponta-cabeça, numa trama “com tantos jogos mentais que você vai começar a se perguntar se esse triângulo tem mesmo três lados”, como destaca Josh Malerman, autor de Caixa de pássaros.

 

Ficha Técnica: Por Trás de Seus Olhos

Título: Por Trás de Seus Olhos
Título original: Behind Her Eyes
Autor: Sarah Pinborough
Tradução: Alexandre Raposo
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 352
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compre: Amazon

 

Vídeo Resenha


 

Resenha escrita

Por Trás de Seus Olhos é o thriller psicológico de Sarah Pinborough, traduzido por Alexandre Raposo e publicado em 2017 pela Intrínseca. Em 2021, foi adaptado como série pela Netflix.

Em uma noite, Louise conhece um homem em um bar e eles se beijam. Depois, ela descobre que não só ele, David, é casado, como também seu novo chefe. Embora esteja determinada a esquecer o que aconteceu, ela não consegue se afastar, encantada por ele e pelo brilho que ele traz a sua vida rotineira e sem graça. Contudo, as coisas se complicam ainda mais quando Louise conhece Adele, esposa de David, e estabelece com ela uma amizade.

Inegavelmente, Por Trás de Seus Olhos é daqueles livros para se devorar. A escrita ágil e direta de Sarah Pinborough envolve o leitor desde as primeiras páginas, especialmente por, logo de cara, aguçar a curiosidade para os mistérios da trama, que só serão revelados ao final do romance. A narrativa se desenvolve em diferentes eixos: em primeira pessoa, traz, em capítulos alternados, as perspectivas de Adele e Louise. Em terceira pessoa, apresenta flashbacks do passado de Adele e David.

Um dos trunfos da autora está no fato de apresentar que há problemas no casamento de Adele e David, mas sem explicá-los até quando isso se torna imprescindível. Temos noção, também, de que Adele está planejando alguma coisa, mas não temos como saber suas intenções e motivações — nem seu plano em si. Ao mesmo tempo, a personalidade de Louise é desenvolvida com cuidado, de maneira que suas escolhas se tornam compreensíveis ao leitor, ainda que a enrede em uma situação absurda. Os aspectos psicológicos que a conectam tanto a Adele quanto a David são um importante pilar do enredo. 

Dessa maneira, Por Trás de Seus Olhos me fez entrar cada vez mais de cabeça na leitura, elaborando mil e uma teorias sobre o que poderia estar acontecendo e o que não estava sendo dito. A narrativa em primeira pessoa e por não sabermos em quem — ou em quê — podemos confiar são importantes elementos da tensão psicológica, intensificada pela temática de transtornos mentais e pelo uso de álcool e drogas lícitas e ilícitas constantemente mencionados, abrindo margem para diferentes hipóteses.

Contudo, embora eu estivesse adorando a condução do enredo e a leitura em si, especialmente por ser tão envolvente e por despertar tanto a dúvida sobre o que está acontecendo, acabei por me decepcionar com o final. Não há como negar que ele é surpreendente, algo que sempre considero positivo. Porém, nesse caso, achei desleal com o leitor como a reviravolta foi feita. A construção de qualquer mistério envolve fornecer pistas ao longo da história, e cabe à habilidade de quem escreve ocultá-las com sucesso para que, ao final, haja a surpresa. Ainda assim, se o leitor decidir retornar ao início e buscar por esses indícios, eles devem estar ali, demonstrando que a verdade sempre esteve nas entrelinhas. No caso de Por Trás de Seus Olhos, como a revelação envolve aspectos que fogem de um universo previamente conhecido, era necessário que Sarah Pinborough tivesse sinalizado os limites das possibilidades que ela criou, para que, assim, fornecesse ao leitor uma oportunidade justa de compreender o que ela estava criando. Sem essa sinalização, a reviravolta se faz possível não por ser surpreendente em si, mas porque era sequer cogitável antes — e foge dos parâmetros esperados pela própria delimitação de gênero literário que o livro é apresentado.

Embora Por Trás de Seus Olhos tenha cumprido seu papel de me entreter ao longo de mais de 90% da leitura, o final eliminou as boas impressões que havia tido até então, e não pude sentir outra coisa senão raiva, especialmente por como ele faz com que o romance deixe de ser meramente um thriller psicológico. A resolução teria sido aceitável se houvesse ao menos uma cena, em outra parte do livro, sugerindo essa possibilidade. Não sendo o caso, apenas me pareceu um artifício desonesto, resultante de uma falha no desenvolvimento de enredo.





Deixe o seu comentário

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2022 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício