[Resenha] Prata da Terra — Luciana Klanovicz | Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
23

out
2020

[Resenha] Prata da Terra — Luciana Klanovicz

Na Itália renascentista, um grande amor nasce nas lindas paisagens da Toscana. Mesmo pertencendo a classes sociais diferentes, Annabella Capello e Giuliano De Vicco se apaixonam perdidamente. Ela é cientista e filha de comerciantes; ele é um nobre talhado para as batalhas. Apesar das diferenças, juntos fazem parte da mesma vontade de descobrir e sentir o universo.
A inveja e a maldade arrastam esse amor para uma rede de intrigas e mentiras, na esperança de destruir qualquer chance de união dos jovens amantes.
Anos depois, os caminhos de Annabella e Giuliano voltarão a se encontrar, mostrando que os laços do amor são indestrutíveis.

 

Ficha Técnica

Título: Prata da Terra
Autor: Luciana Klanovicz
Editora: Autopublicação
Número de Páginas: 434
Ano de Publicação: 2020
Skoob: Adicione
Compre: Amazon

 
 
 

Resenha: Prata da Terra

Prata da Terra é o primeiro livro da série Paixão na Itália de Luciana Klanovicz que, além de escritora, é historiadora. A série contará com quatro livros, ainda não publicados, sendo os outros três protagonizados por personagens secundários do primeiro volume.

Annabella Capello e Giuliano De Vicco se conhecem ainda na juventude e se apaixonam perdidamente. Porém, por pertencerem a diferentes classes sociais, acabam sendo vítimas de mentiras e intrigas que os afastam. Anos depois, voltam a se reencontrar, ainda profundamente marcados pela paixão e pela mágoa de anos antes.

 Prata da Terra, ambientado no final do século XVI, é dividido em duas partes, cada uma narrando um diferente momento da vida de Annabella e Giuliano. Em terceira pessoa, a narrativa se alterna pelas perspectivas de cada um, permitindo ao leitor não apenas conhecer o que os protagonistas pensam e sentem, mas também contrapor suas realidades a partir das mentiras que os separaram.

Os mais de vinte anos retratados ao longo da trama oferecem ao leitor uma história recheada, principalmente, de amor. O centro de Prata da Terra é o romance, e os altos e baixos que acometem o casal só intensificam o sentimento por eles compartilhados. Mas a leitura vai além e também entrega um pano de fundo um tanto quanto interessante. Além dos diversos cenários — da Europa colonizadora e da América colonizada, pela ótica do colonizador — que aparecem no romance, o contexto da Itália Renascentista também se faz presente, com acontecimentos como o Concílio de Trento e a Inquisição sendo mencionados e influenciando no desenrolar do enredo. Porém, vale dizer que, sendo esse um romance de época, os eventos históricos são de fato apenas o palco onde a história de amor se desenvolverá, sem haver a obrigatoriedade de retratar o período aprofundando seus fatos.

Algo que muito me agradou foi o fato de Annabella ser uma cientista, escolha de Luciana Klanovicz para homenagear as mulheres daquela época que exerciam atividades semelhantes. Além de demonstrar as dificuldades proporcionadas pelo patriarcado desde tempos tão remotos, traz uma força ainda maior para a protagonista que, sem dúvidas, foi a minha favorita da trama. As várias escolhas e atitudes de Giuliano fizeram com que ele não me cativasse tanto quanto Anabella cativou.

Em linhas gerais, Prata da Terra é uma ótima escolha para quem procura um romance de época com uma ambientação diferente de maioria dos romances de gênero — em termos de local e tempo — e com uma aparente carga dramática nos eventos da trama. É, acima de tudo, uma bela história de amor, capaz de encantar os corações mais românticos.





Deixe o seu comentário

6 Respostas para "[Resenha] Prata da Terra — Luciana Klanovicz"

Angela Cunha - 24, outubro 2020 às (07:54)

Um romance de época com cheirinho de história!
Amo muito tudo isso!
Ainda não conhecia o livro,mas fiquei encantada com esse retornar ao passado, principalmente nessa valorização da mulher no passado!
Como eu amo um romance desses que destróem o coração, já quero muito ler esse presente!!!
Beijo

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 24, outubro 2020 às (19:14)

Aione!
Como tenho descendência italiana, os livros com ambientação na Itália sempre me atraem, ainda mais em uma época mais tardia, traendo ainda alguns fatos que realmente aconteceram, mesmo que na trama, venha com a ficção acoplada.
E se é romance, já tá valendo ainda mais.
Achei bem interessante.
cheirinhos
Rudy

Anna Mendes - 24, outubro 2020 às (19:30)

Oi Aione! Adorei a resenha!
Não sou uma grande leitora de romances de época, mas gostei da premissa de Prata da Terra.
Acho que nunca li um romance que se passasse nessa época da Itália Renascentista.
Adorei saber que os pontos de vista são intercalados entre os protagonistas.
Nossa, que legal a autora ter colocado a protagonista como cientista! Muito importante mostrar essa representatividade, ainda mais na época em que a história se passa.
Bjos!

Eliane - 25, outubro 2020 às (19:37)

Oi Aione
Amo romances de epoca e quando a autora insere elementos historicos na trama fica melhor ainda . E tem o fato de ser passado na Italia .coisa raramente visto em romances de epoca

Sem duvida que quero ler sim

Scheila - 30, outubro 2020 às (09:23)

Oiii!
Eu já amei por ser um romance de época e me apaixonei pela capa.
Eu só não gostei que a sequencia do livro ainda não foi lançada, porque eu já leio querendo ter o próximo livro para ler kkkkk.
Mas adorei o enredo é o tipo de livro que me aquece o coração e me deixa encantada. Muito show ela ser cientista nessa época, onde tudo era mais difícil para as mulheres.
Já foi direto para os meus desejados!

Beijos!

Ana I. J. Mercury - 31, outubro 2020 às (21:12)

Oi, Aione
Adorei sua resenha.
Tenho o livro, agora vou até adiantar a leitura, pois é bem o estilo histórico que amo.
O casal parece ser bem interessantes e de muita personalidade.
E todo o fundo histórico, a Itália, me atraem.
Bjs

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2020 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício