[Resenha] Esse Duque É Meu – Eloisa James | Minha Vida Literária
13

mar
2020

[Resenha] Esse Duque É Meu – Eloisa James

Título: Esse Duque É Meu
Título original: The Duke is Mine
Autor: Eloisa James
Tradução: Lívia de Almeida
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 320
Ano de Publicação: 2019
Skoob: Adicione
Compre: Amazon ♥ AmericanasSubmarino

Para Olivia Lytton, seu noivado com o duque de Canterwick é mais uma maldição do que uma promessa de ser feliz para sempre. Pelo menos o título de nobreza dele ajudará sua irmã, Georgiana, a garantir o próprio noivado com o carrancudo – e lindo – Quin, o duque de Sconce, um par perfeito para ela em todos os sentidos.
Quer dizer, menos em um, porque Quin está apaixonado por Olivia. A curvilínea, teimosa e inconformista irmã gêmea de sua noiva desperta um desejo desconhecido nele. Mas Quin nunca coloca a paixão à frente da razão, e a razão lhe diz que Georgiana é a noiva perfeita.
Quando eles não conseguem resistir à paixão, correm o risco de colocar tudo a perder – o noivado de Olivia, a amizade dela com a irmã e o próprio amor dos dois.
Agora só há uma coisa capaz de salvá-los, e ela espera no quarto, onde um magnífico colchão guarda respostas transformadoras ao enigma mais romântico de todos.
No quinto livro da coleção Contos de Fadas, Eloisa James traz de volta à baila uma pergunta antiga: será que a perfeição tem alguma coisa a ver com o amor?

Esse Duque É Meu é o último volume da série Contos de Fada de Eloisa James, publicada no Brasil pela editora Arqueiro. Originalmente, esse é o terceiro livro da série, a qual se propõe a trazer releituras de contos de fada clássicos através de romances de época. Aqui, a autora trouxe uma recontagem do conto A Princesa e a Ervilha.

Olivia e Georgiana Lytton são gêmeas, mas bastante diferentes entre si: enquanto Georgie seguiu às riscas a educação dos pais e é considerada uma perfeita dama, Olivia é espontânea demais e tem um peculiar gosto por trocadilhos considerados um tanto quanto vulgares. Por ter nascido primeiro e ser, portanto, a filha mais velha, foi prometida desde criança a casamento com o duque de Canterwick, união que não traz a ela nenhuma perspectiva de felicidade — exceto pelo dote que ela dará à Georgie, garantindo, assim, que sua irmã faça um bom casamento. Surge então a oportunidade de Georgie ser escolhida pelo duque de Sconce, cuja mãe está à procura da futura duquesa ideal. As duas irmãs partem para a propriedade, para que Georgie seja submetida à avaliação da duquesa viúva. Nenhuma delas contava, contudo, que Olivia e o duque de Sconce se apaixonariam um pelo outro.

É a narrativa de Eloisa James que, principalmente, me faz gostar dessa série. Seu tom é tão divertido e irônico que é impossível para mim não fazer uma leitura recheada de sorrisos e risadas pelo humor que desponta a cada página. Nesse caso, o humor é acentuado pelo gosto “vulgar” de Olivia, que adora trocadilhos e piadas de duplo sentido. Essa, aliás, foi uma das maneiras da autora trazer algo de A Princesa e a Ervilha, que na época de sua publicação — segundo a nota da autora ao final do livro — foi considerada uma história controversa pelas possíveis interpretações do significado da “ervilha” que estaria incomodando a princesa em seu colchão. Em termos de releitura, aliás, diria que esse é um dos livros da série Contos de Fada em que a associação com o conto original mais parece distante — em A Torre do Amor, também tive essa impressão. Nesse caso, além dessa questão do humor de Olivia ser uma ligação com A Princesa e a Ervilha, a outra conexão se dá pelo fato da mãe do duque de Sconce estar em busca da candidata ideal para casar com seu filho. Tirando esses fatores, Esse Duque É Meu segue narrativa e caminhos próprios.

Outro fator que também sempre me agrada nos livros de Eloisa James é como ela trabalha as histórias pautadas em questões de sororidade e empoderamento feminino. Aqui, fiquei curiosa em ver como ela faria isso, considerando que temos duas irmãs interessadas no mesmo homem. Felizmente, o enredo não é conduzido por nenhum clima de competição entre elas, assim como há também a exposição do fato injusto de que Georgiana seria uma excelente pesquisadora, porém não tem o direito de estudar as ciências única e exclusivamente por ser mulher.

Apesar disso, outros aspectos da história me incomodaram conforme foram aparecendo, apesar de Eloisa James ter também apresentado contrapontos a eles. O primeiro é que toda a apresentação inicial do duque de Canterwick é feita para gerar humor, mostrando-o como um homem dotado de pouca inteligência. Contudo, esse mesmo personagem foi alguém que, na hora do nascimento, sofreu complicações que afetaram a oxigenação em seu cérebro. Sendo assim, é um personagem com deficiência mental, e me pareceu de mau gosto zombar dele por isso. O contraponto é que Olivia, ao longo da leitura, passa a encarar o personagem de maneira carinhosa e demonstra que não é certo tratá-lo como incapaz. O outro aspecto refere-se à própria Olívia e à contraposição feita entre ela e Georgie. A protagonista é descrita como gorda e sente-se mal por isso, uma vez que a silhueta de Georgie, magérrima, é dada como a ideal para uma duquesa. O problema não está nesse paralelo, já que seria interessante explorar a injustiça de alguém se sentir mal com seu próprio corpo pelo estabelecimento de padrões e é positivo que a protagonista seja a não-padrão. O que me incomodou foi a forma “rechonchuda” de Olivia ser considerada como um dos meios de fazer dela alguém vulgar, além de o fato de o duque de Sconce achá-la bonita ter a ver com a ideia de “os homens na verdade gostam de mulheres assim”. Tanto Georgie quanto Olivia deveriam ser apresentadas como mulheres bonitas, cada uma a seu jeito e independentemente de seus corpos, e o parâmetro da beleza não deveria ser a preferência masculina — o corpo de nenhuma mulher está a serviço dos homens. Como mencionei, a autora coloca contrapontos a essas questões, e ela de fato insere uma ou outra fala que combatem essa ideia, mas não senti que foram suficientes, ao longo da história, para não passar tais incômodos.

Mesmo que eu tenha ficado incomodada com a maneira de como esses pontos foram trabalhados, a leitura de Esse Duque É Meu, em termos de narrativa e desenvolvimento de enredo, entrou para meu top 3 livros da série, ficando atrás apenas de Quando A Bela Domou a Fera e Um Beijo À Meia-Noite. Foi um livro gostoso e divertido de se ler, cujos aspectos positivos se sobressaíram. Vale dizer que, como alguém apaixonada pelo poder das palavras, adorei o fato da protagonista e do duque de Canterwick também serem interessados por elas. A passagem em que Olivia explica para o duque de Sconce, muito prático e objetivo, a importância e o alcance da linguagem poética foi uma das minhas favoritas de todo o livro.

Série Contos de Fadas

Capas Originais em Ordem de Publicação

A série Conto de Fadas traz livros independentes entre si e, por isso, podem ser lidos separadamente e sem uma ordem exata entre eles. Traz releituras, em ordem de publicação original, dos seguintes contos: Cinderela, A Bela e a FeraA Princesa e a Ervilha, O Patinho Feio e Rapunzel.

 

Capas Brasileiras em Ordem de Publicação pela Editora Arqueiro

No Brasil, os livros seguem a ordem dos seguintes contos: A Bela e a FeraCinderelaO Patinho Feio, Rapunzel e A Princesa e a Ervilha.





Deixe o seu comentário

6 Respostas para "[Resenha] Esse Duque É Meu – Eloisa James"

Angela Cunha - 14, março 2020 às (08:29)

Eu amo romance de época e amo de paixão contos de fadas. Então, quando essa série começou a pipocar no mundo literário, fiquei muito curiosa para conferir os livros.
Me lembro que Quando A Bela Domou a Fera foi lançado e título e capa(a mais linda na minha opinião) foi elogiada.
E agora lendo essa resenha do último livro da saga, a gente percebe que Eloísa conseguiu fechar com maestria a saga e isso é maravilhoso!
Espero de coração, ler todos os livros!
Beijo

Anna Mendes - 16, março 2020 às (13:45)

Oi Aione!
Desde que li uma resenha aqui no blog de Quando a Bela Domou a Fera, fiquei curiosa para conhecer os livros da Eloisa James. E a cada nova resenha dos livros dessa série, minha vontade só aumenta.
Não sou uma grande leitora de romances de época, mas acho muito legal essa série fazer releituras dos contos de fada. E os toques de humor que a autora insere nas histórias parece deixar a leitura mais leve e divertida.
Achei interessante você mencionar os pontos que te incomodaram durante a leitura de Esse Duque é Meu.
Espero conseguir começar a ler essa série em breve! 😉
Bjos!

Elizete Silva - 24, março 2020 às (22:38)

Olá! Para ser sincera, estava com um pé atrás com essa sinopse, justamente em razão de uma gêmea (comprometida) “roubar” o pretendente da outra, mas quando comecei a ler, fui entendo melhor a história e me encantei com as irmãs e o Duque, mesmo que no início não sabia lá muito sobre o conto da Princesa e a ervilha. Olivia com certeza foi uma protagonista maravilhosa, mas senti falta de saber mais sobre sua irmã, achei que o final poderia ter mais algumas páginas, no geral deu para dar boas risadas e derramar algumas lágrimas também né, ah e essa capa é uma das minhas favoritas dessa série!

Scheila - 25, março 2020 às (14:02)

Meu ponto fraco: romance de época!
Faz tempo que essa série da Eloisa está nos meus desejados, mas infelizmente ainda eu não consegui tê-los )=
Cada vez que lenho suas resenhas sobre os livros dessa série, fico doidinha para ler!
Que bom que tem isso no livro, dos personagens também entenderem o poder que as palavras tem.. adorei a resenha!

Beijos!

Ana I. J. Mercury - 31, março 2020 às (14:04)

Oi, Aione
Aii quero muito ler essa série!
A Olivia parece ser supersimpática, divertida e bem pra frente de seu tempo.
Aliás, todas as protagonistas dessa série parecem ser empoderadas, que lutam pelo o que desejam.
As capas são um primor.
bjs

ANA PAULA SANTOS MOREIRA - 31, março 2020 às (20:54)

Essa série é maravilhosa, não consegui ler todos ainda, mas acho fascinante. Cada história tem sua particularidade, mas é o que torna mais interessante. Amo todos os livros da autora.

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2020 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por