[Resenha] Tempo de Regresso – Kristin Hannah | Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
06

dez
2019

[Resenha] Tempo de Regresso – Kristin Hannah

Título: Tempo de Regresso
Título original: Between Sisters
Autor: Kristin Hannah
Tradução: Mariana Serpa
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 336
Ano de Publicação: 2019
Skoob: Adicione
Compare e Compre: Amazon ♥ Americanas ♥ SaraivaSubmarino

Meghann Dontess é uma mulher atormentada pela tristeza e pela solidão, e não consegue lidar com a difícil decisão que tomou na adolescência e que a fez perder tudo, inclusive o amor da irmã. Advogada de sucesso, trabalhando com divórcios, ela não acredita em relacionamentos – até que conhece o único homem capaz de fazê-la mudar de ideia.
Claire Cavenaugh está apaixonada pela primeira vez na vida. Conforme seu casamento se aproxima, ela se prepara para encarar a irmã mais velha, sempre tão dura e arrogante. Reunidas após duas décadas, essas duas mulheres que pensam não ter nada em comum vão tentar se tornar algo que nunca foram: uma família.
Sensível e divertido,Tempo de Regresso fala sobre os erros que cometemos por amor e as dores e as delícias que apenas irmãs podem compartilhar.

Kristin Hannah considera Tempo de Regresso o romance que foi um ponto de virada em sua carreira como escritora. Originalmente publicado em 2003, o livro lançado em 2019 pela Arqueiro traz como centro a história de duas irmãs, tendo sido a primeira vez que a autora colocou colocou mulheres como foco da narrativa, a despeito de suas ligações românticas com homens — e esse padrão passou a acompanhar suas obras futuras.

Meghann tem uma carreira de sucesso, mas vive de maneira solitária, sem conseguir abandonar os traumas de sua infância complicada e da escolha, feita quando adolescente, que a separou de vez da irmã mais nova, sua até então melhor amiga. Mais de duas décadas depois, ela acaba retornando à cidade natal para o casamento de Claire, que está apaixonada pela primeira vez na vida. A noiva teme o reencontro com a irmã, sempre tão cheia de julgamentos. Porém, é através dessa reunião que ambas terão a oportunidade de curar as feridas que tanto afetaram a relação das duas.

Kristin Hannah constrói suas personagens como ninguém, e esse é o ponto que, normalmente, mais me cativa em suas histórias. A autora consegue me fazer mergulhar na narrativa, completamente imersa em emoções e dilemas que me soam, sobretudo, reais. Sim, minha impressão ao longo da leitura é a de estar acompanhando tramas que poderiam existir, e a experiência não foi diferente com Tempo de Regresso. Em terceira pessoa, a narrativa se alterna de acordo com a perspectiva das protagonistas, abrangendo também a do personagem Joe, um homem que fugiu de seu passado e agora tenta recomeçar a própria vida. Da mesma maneira que sentimentos são trabalhados com esmero, assim também o são os cenários, e quase pude sentir os cheiros ou tocar na textura de cada ambiente que a autora descreve, fazendo com que eu pudesse visualizar muito bem os locais onde as cenas se desenvolvem.

A história de Meghann e Claire não se diferencia muito do que a autora veio a abordar em seus livros futuros — ao menos aqueles que tive a oportunidade de ler — e mesmo em alguns dos seus anteriores, como As Coisas Que Fazemos Por Amor. A temática gira ao redor das relações familiares, de erros, do perdão e, principalmente, da maternidade, grande força motriz da obra de Kristin Hannah. Contudo, ainda que seus livros normalmente tratem de temas similares, Hannah consegue dar um toque único a cada um exatamente pela maneira de como trabalha suas personagens. Mesmo que esse não tenha se transformado em meu favorito da autora, não consegui desgrudar das páginas e me vi, mais uma vez, me deliciando com o enredo pouco a pouco desenvolvido.

O toque de drama, outra característica da autora, também se faz presente aqui. Houve momentos que me vi revoltada com o desenrolar da história, incomodada por aquela ter sido a escolha de Hannah para suas personagens. Porém, ainda assim não resisti à emoção e me rendi às lágrimas em passagens bastante tocantes. Acima de tudo, o que fica da leitura é um ar de esperança e gratidão, com a inspiração de que é possível recomeçar e curar feridas do passado.

Mesmo sendo um livro emocional, Tempo de Regresso também me proporcionou risadas por conta do ar divertido que a narrativa assume, sobretudo na perspectiva de Meghann, cujo cinismo rende comentários um tanto quanto sarcásticos. Me deliciei com mais essa leitura de Kristin Hannah, finalizando a obra tanto tocada pela mensagem transmitida quanto satisfeita por acompanhar a escrita de uma autora que cativa sempre minha admiração.





Deixe o seu comentário

10 Respostas para "[Resenha] Tempo de Regresso – Kristin Hannah"

Angela Cunha - 07, dezembro 2019 às (08:25)

Tenho muito conhecimento das letras da autora, mas a admiro demais por sempre trazer algum tipo de auto reflexão a quem lê suas obras.
Acredito que por ela colocar personagens tão reais, a história acabe de certo modo, nos fazendo pensar em alguém que conhecemos ou até em algum ponto de nossa vida que já existiu.
Eu adoro enredos emocionais,mas que também tragam essa pitadinha generosa de bom humor.
Dramas familiares me apetecem..rs
Vai para a lista dos mais desejados!
Beijo

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 08, dezembro 2019 às (23:35)

Aione!
Adoro quando um livro nos proporciona uma montanha russa de emoções ao fazermos a leitura.
Sou bem fã dos enrredos da Kristen também, porque além dela criar personagens com que acabamos nos identificando de alguma forma, tem sempre todo drama e as surpesas como falou, são sempre arrebataadoras e comigo pelo menos, fico sempre em dilemas, me perguntando como agiria se acontecesse comigo.
cheirinhos
Rudy

Scheila - 10, dezembro 2019 às (14:25)

Oii, Aione!

O mais legal é que o livro te trouxe esse sentimento de momentos reais.. adoro livros assim e amei essa história! (qual o livro que você faz resenha que eu não goste e queira comprar? NENHUM).
Essa questão de família, acho que é algo que toca o coração de todos né.. Por isso tão emocionante.
Quero!

Beijos <3.

Anna Mendes - 11, dezembro 2019 às (11:27)

Oi Aione!
Amei a resenha!! <3
Mais um livro da autora que você me deixou curiosa para fazer a leitura!
Ainda não li nada da Kristin Hannah, mas tenho muita curiosidade de conhecer a escrita dela. Só não sei por qual livro começar! Hehehe
Gostei da premissa de Tempo de Regresso. Adoro quando os pontos de vista são intercalados entre os personagens. Parece ser uma leitura emocionante e repleta de sensibilidade.
Bjos!

Thais Paiva - 11, dezembro 2019 às (12:26)

Nossa eu amei esse livro, e sua resenha está excelente !!
Recomendo a leitura a todos!!

Verônica Vieira - 17, dezembro 2019 às (15:54)

Não conheço essa autora, mas a resenha me deixou curiosa.
acho legal quando os livros tratam assuntos familiares de perto.

Elizete Silva - 18, dezembro 2019 às (10:14)

Olá! Devo confessar que ainda não conheço a escrita da autora, mas em minha defesa, não é por falta de vontade viu! Até tenho um título dela aqui na minha estante, o que me falta mesmo é tempo (ai ai ai Yukito). E a forma que a autora prende o leitor na história parece ser incrível, fiquei bem curiosa para conhecer todos os personagens desse livro, e principalmente para descobrir o que acontece com eles no final da história, pelo jeito precisarei de algumas caixinhas de lenços.

Rayane B. de Sá - 27, dezembro 2019 às (19:10)

Oiii ❤ Ainda não li nada da Kristin Hannah, mas tenho muita vontade de ler esse livro já que gostei que é um livro sobre perdão e recomeços que tem como foco a relação familiar de duas irmãs. Achei legal que o livro não é focado em romance.
Estou curiosa para saber o que aconteceu para as irmãs terem se separado.
Bom saber que a autora cria muito bem os personagens e sabe descrever bem cenários.
Beijos ❤

Rayane - 28, dezembro 2019 às (00:36)

Adoro essa autora, sempre fico meio abalada quando leio os dramas dela. Li Jardim de inverno e se tornou uma das minhas leituras favoritas da vida. Adoro como ela desenvolve os personagens e já fiquei ansiosa para conhecer mais dessa história. Quero muito saber como se esclarece todo esse drama familiar. Ansiosa por essa leitura.

Fabiolla Devenz - 29, dezembro 2019 às (00:12)

Confesso que não gosto muito de ler dramas, sobretudo com temática familiar, já que li alguns e a leitura não fluiu bem e a trama não era bem construída. Mas acho que esses problemas não são encontrados nesse livro.
Não conheço nada da autora, mas depois dessa resenha fiquei tentada para conhecer.

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2020 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício