[Resenha] Ofélia — Lisa Klein | Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
08

nov
2019

[Resenha] Ofélia — Lisa Klein

Título: Ofélia
Título original: Ophelia
Autor: Lisa Klein
Tradução: Rogerio Alves
Editora: Verus
Número de Páginas: 266
Ano de Publicação: 2019
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

 

Ele é Hamlet, o príncipe da Dinamarca; ela é simplesmente Ofélia. E, se você pensa que conhece a história dos dois, pense melhor. Uma releitura da famosa tragédia de Shakespeare.
Nesta releitura da inesquecível obra de Shakespeare, é Ofélia quem ocupa o centro da trama. Uma menina barulhenta e sem mãe, ela cresce no castelo de Elsinor e se torna a dama de honra mais confiável da rainha. Sedenta por conhecimento e espirituosa, além de linda, Ofélia aprende os caminhos do poder em uma corte onde nada é o que parece. Seu jeito chama a atenção do cativante príncipe Hamlet, e o amor entre os dois floresce em segredo. Mas maquinações sangrentas logo transformam a Dinamarca em um lugar de traição e loucura, e a felicidade de Ofélia é ameaçada ― ela se vê obrigada a escolher entre o amor de Hamlet e sua própria vida. Em desespero, Ofélia traça um plano arriscado para escapar de Elsinor para sempre… com um segredo muito perigoso. Em uma narrativa dramática e intensa de morte e intrigas, amor e perdas, Ofélia conta sua própria história extraordinária ― uma que você nunca ouviu, e que jamais vai esquecer.

A tragédia Hamlet teve sua releitura na visão de Ofélia — título do livro —, mulher a quem Hamlet deu seu amor. Nesse livro, temos um cunho feminista bem forte traçado na personalidade de Ofélia, no fato de que ela é uma ave bem diferente das outras damas da corte e cujo canto jamais poderia ser ouvido dentro dos muros de Elsinor.

Quando Ofélia chama a atenção da rainha e é levada pelo pai ambicioso — também um dos conselheiros do rei — a garantir certo status na corte, ela se reencontra com o amor de sua infância, Hamlet, príncipe da Dinamarca. Envolvendo-se amorosamente com o príncipe, Ofélia vai descobrir que nos jardins daquele castelo se escondem muitas cobras cruéis o suficiente para dar o bote, após oferecer uma rosa de favores.

Durante a leitura, percebi que Ofélia amadurecia e aprendia rapidamente. Com diálogos — da infância em tons ríspidos aos já moça, repletos de sabedoria e audácia — é notória que, de forma inteligente, a garota se esgueira na corte, retirando informações, tornando-se aliada e, ao mesmo tempo, caindo nas redes da paixão descontrolada, acreditando cegamente que suas palavras repletas de sentimento são capazes de umedecer o mais seco arado.

Não havia lido romances de época antes, mas sei que, mesmo ocupando certa formalidade no texto, a paixão entre os protagonistas deve causar borboletas no estômago do leitor, o que infelizmente, deixou a desejar nesse livro. Os atos de romance entre Ofélia e Hamlet traçavam um relacionamento sem graça, muitas das vezes envolvido apenas por juras de amor juvenis. E, mesmo que a tragédia da história pudesse compor um amor verdadeiro e cruel, não me foi tão chamativo.

Por sorte, temos uma protagonista com valores e, conforme se toma prova de que a solidão a segue mesmo estando apaixonada, ela decide traçar seu próprio caminho entre as ondas, tomando decisões, compondo uma trajetória forte e fantástica. Fui incapaz de torcer contra ela, mesmo nos momentos em que desaprovei suas escolhas ou atitudes. Ela é alguém de quem vou me lembrar.

É na realidade cruel de que o amor e a segurança não partilham o mesmo caminho que esse livro deposita todas as suas fichas, deixando categoricamente claro que o mundo é feito, muitas vezes, de escolhas cruéis.





Deixe o seu comentário

7 Respostas para "[Resenha] Ofélia — Lisa Klein"

RUDYNALVA - 08, novembro 2019 às (21:41)

Francine!
Importante a leitura dos clássicos.
Já conhecia o livro, mas fiquei bem interessada em conhecer essa nova versão atualizada, espero que não tenha perdido o sentido da original.
cheirinhos
Rudy

Angela Cunha - 09, novembro 2019 às (08:19)

Como estou doida para conferir este livro! Não somente por ser um dos grandes clássicos, em uma releitura que parece ser maravilhosa. Sim, tem defeitos sim,mas como gosto demais do gênero, quero muito!
O amor e a segurança normalmente não andam lado a lado, ainda mais sendo Shakespeare..rs
Lerei!!
Beijo

Theresa Cavalcanti - 09, novembro 2019 às (19:38)

Olá, Fran
Essa já é a segunda vez que vejo uma resenha sobre esse livro.
E apesar de achar muito interessante, não fiquei com muita vontade de ler :/
Achei a capa muito linda e talvez eu dê uma chance por ser uma releitura de um clássico

Scheila - 11, novembro 2019 às (09:29)

Oii, Fran!
Nossa que livro! Sou completamente apaixonada por romance de época…
Que história fantástica.. Fique com muita vontade de ler, ainda mais depois de saber que a Ofélia vai amadurecer e trazer a tona essa força da mulher..
Amei muito!
Obrigada pela resenha!
Beijos!

Anna Mendes - 15, novembro 2019 às (18:45)

Oi Fran!
Adorei a resenha!
Nossa, eu não sabia que esse livro é uma releitura de Hamlet, do Shakespeare. Nunca li essa peça, mas já vi muitas referências a ela, principalmente em livros.
Fiquei muito curiosa para fazer a leitura de Ofélia. A autora parece ter construído uma personagem forte e independente e eu acho isso muito importante, principalmente em um romance de época. Pena que a parte do romance parece ter deixado um pouco a desejar.
Vou colocá-lo na minha lista de desejados! 😉
Bjos!

Maria Cecília Vieira - 18, novembro 2019 às (12:34)

Eu gosto muito de livros do gênero, estão entre os meus favoritos, mas sabe quando um chama e ao mesmo tempo não chama a sua atenção? Foi bem a sensação que tive com esse. A história proposta parece ser muito interessante, mas eu tenho um pé atrás com releituras, embora goste de protagonistas com convicção e personalidade mais forte.

Fabiolla Devenz - 26, novembro 2019 às (00:37)

Conheço bem por cima da história do Hamlet de Shakespeare. Quando li pela primeira vez a resenha desse livro e vi que era uma releitura fiquei com vontade de conhecer, até assisti o filme recentemente.
O filme pode não ser fiel ao livro, mas depois de assisti-lo fiquei com ainda mais vontade de conhecer a obra (tanto a original como essa).
O fato de trazer a Ofélia como personagem principal foi um dos fatos que mais me chamaram a atenção, e claro, também por se tratar da releitura de um clássico.

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2020 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício