[Vídeo Resenha] Tudo Aquilo Que Nos Separa – Rosie Walsh | Minha Vida Literária
09

nov
2018

[Vídeo Resenha] Tudo Aquilo Que Nos Separa – Rosie Walsh

Título: Tudo Aquilo Que Nos Separa
Título original: The Man Who Didn’t Call
Autor: Rosie Walsh
Tradutor: Márcio El-Jaick
Editora: Record
Número de Páginas: 336
Data de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Imagine a seguinte situação: você conhece um homem, vocês passam sete dias maravilhosos juntos, e você fica apaixonada. E o que é melhor: o sentimento é recíproco. Você nunca teve tanta certeza de algo na vida.
Então, quando ele parte numa viagem de férias agendada há muito tempo e promete te ligar para o aeroporto, você não tem nenhum motivo para duvidar disso. Mas ele não liga. Seus amigos dizem que você deve desencanar, que deve esquecer o cara, mas você sabe que eles estão errados. Eles não sabem de nada. Algo de ruim deve ter acontecido, deve haver um motivo sério para explicar o silêncio dele.
O que você faz quando finalmente descobre que tem razão? Que existe um motivo ― e que esse motivo é a única coisa que vocês não compartilharam um com o outro? A verdade.

RESENHA EM VÍDEO


 

RESENHA ESCRITA

Tudo Aquilo Que Nos Separa, romance de estreia de Rosie Walsh, chamou minha atenção por uma série de fatores: sua capa, sua sinopse e seu título combinados parecem ter instantaneamente me envolvido na atmosfera da obra. Talvez, eu tenha sentido o peso das possibilidades existentes nesse espaço de separação entre os personagens sugerido no título. Fiquei ainda mais curiosa quando soube da questão envolvendo as diferentes versões de nome que o romance recebeu nos países em que foi lançado. Na Inglaterra, onde o romance foi originalmente publicado, os editores optaram por The Man Who Didn’t Call O Homem Que Não Telefonou, em livre tradução; nos EUA, Ghosted — algo semelhante a “levou um perdido”; em outros países, surgiram variações como Seis Dias Perfeitos, Ele Prometeu Ligar, Os Dias de Sua Ausência, Sem Uma Única Palavra e Dias Com Você. Entre todos, a autora confidenciou que a escolha em português pela editora Record foi sua favorita.

Durante suas férias anuais na Inglaterra, Sarah conheceu Eddie e conviveu com ele por uma semana. Os dias compartilhados entre os dois foram repletos de sentimentos e intensidade, deixando ambos com a sensação de não serem meros desconhecidos. Apesar da rapidez e da estranheza da situação, Sarah sabe que se apaixonou e tem certeza de ser correspondida. Porém, após se separarem, Eddie desapareceu: ele não liga para ela, como havia prometido, nem ao menos responde suas mensagens. É quando ela entra em um ciclo de preocupações, sem saber se imaginou tudo de grandioso que viveram ou se, na realidade, teria acontecido algo com Eddie que estaria o impossibilitando de entrar em contato.

Soltei uma risada, ele beijou meu nariz, e imaginei como é possível passarmos semanas, meses, até anos, apenas empurrando a vida, sem nada acontecer, e de repente, no intervalo de algumas horas, o roteiro de nossa existência ser completamente reescrito. Se tivesse saído mais tarde naquele dia, eu teria ido direto para o ônibus, jamais o teria encontrado, e essa nova certeza não passaria de um sussurro longínquo sobre oportunidades perdidas e falta de sincronia.

página 15

O livro se abre com uma carta cujo remetente e destinatário não são identificados. Porém, os sentimentos presentes em cada palavra, bem como a forte presença de elementos da natureza já preparam o leitor para a atmosfera que estará presente em toda leitura. Em seguida, somos conduzidos pela narrativa em primeira pessoa de Sarah, que se alternará entre momentos presentes e entre os dias vividos com Eddie, apresentados fora de ordem de acordo com suas memórias. Dessa maneira, a autora não apenas vai construindo pouco a pouco a história e suas facetas, mas também vai habilmente desenvolvendo um importante aspecto da leitura: o suspense.

A escolha do título brasileiro foi tão acertada justamente porque consegue abranger os muitos segredos que o livro esconde. Engana-se quem supõe que essa será uma leitura tranquila: em determinado momento, a angústia de Sarah era a minha também e se tornou quase impossível interromper o virar de páginas de tanto que eu ansiava pelas revelações. E Rosie Walsh acertou mais uma vez ao induzir o leitor por um caminho que, logo em seguida, é desconstruído. Não apenas por segredos, Tudo Aquilo Que Nos Separa é também composto por reviravoltas e surpresas.

— Não acho que o amor deva ser uma explosão. Não acho que deva ser dramático, cheio de sofreguidão, nem nada dessas bobagens que dizem os músicos e escritores. Mas acho que, quando acontece, nós sabemos.

página 147

Nesse ponto, já deve ter ficado claro que adorei a construção do enredo — a alternância narrativa, a maneira de como são dadas as peças que constituem a história, a história como um todo —, mas não foi isso o que mais me encantou na leitura. Acima de tudo, foram os sentimentos que a obra me despertou que a tornaram uma das melhores leituras que fiz este ano. Em primeiro lugar, Sarah é uma mulher de 37 anos recém-divorciada e que acaba de se apaixonar verdadeiramente pela primeira vez em sua vida. Ver o romance acontecer entre dois personagens já maduros e com vivências tão carregadas me trouxe uma sensação de frescor, uma sensação de esperança por conta da ideia de que a vida pode nos surpreender quando menos se espera — mesmo quando já achamos que pode ser tarde demais para nós. Depois, seus questionamentos sobre o que ela viveu com Eddie me soaram extremamente reais — somente quem tem a certeza de ter vivido algo tão especial sabe qual é a angústia de ter que se perguntar se os sentimentos são de fato reais ou inventados. E, acima de tudo, há o amor em si, presente aqui sob as mais diversas formas. Foi a força desse amor o que me levou às lágrimas, sobretudo por me fazer sentir que, quando ele existe, absolutamente tudo é possível.

Tudo Aquilo Que Nos Separa conta uma história de amor, mas conta, também, diversas outras histórias: há a história de perdas, reencontros, dificuldades, ausências. É um livro carregado de sentimentos e de personagens palpáveis, que enfrentam, cada um a seu modo — mesmo no caso de personagens secundárias — suas próprias batalhas. É um livro que me fez sofrer, mas que me fez sorrir e acreditar na mesma proporção. Um livro que, acima de tudo, me fez sentir.





Deixe o seu comentário

9 Respostas para "[Vídeo Resenha] Tudo Aquilo Que Nos Separa – Rosie Walsh"

Jeisa Klitzke Correa - 09, novembro 2018 às (19:51)

É a segunda resenha que vejo deste livro é estou super interessada na leitura. Tomara que desta vez eu tenha sorte de ganhar o exemplar. Aione gosto muito do seu canal, das suas resenhas, parabéns por mais uma resenha maravilhosa! Beijos! Jeisa

Responder

Aione Simões 09 nov 2018

@Jeisa Klitzke Correa, muito obrigada pelo carinho, viu?
E caso você não tenha comentado no canal, preciso que você deixe o comentário lá, ok? O sorteio será realizado lá! Pode copiar daqui e colar lá que será contabilizado 🙂

Responder

Angela Cunha - 10, novembro 2018 às (07:39)

Como não conhecia o livro, estou aqui encantada com a resenha e o vídeo! Como sou uma romântica incurável, faço questão de ler e ter sempre um romance em mãos.
E viver um romance assim, de uma semana apenas, essa paixão avassaladora é algo maravilhoso. O amor acontece no improvável!
E eu amo muito tudo isso.
Fiquei me perguntando sobre este desespero da Sarah. Esta angústia, os segredos e as reviravoltas!
E claro, fiquei curiosa em relação ao título e o livro vai para a lista de desejados com certeza.
Esse colocar os personagens todos em evidência também é outro ponto que amo e com certeza, o livro vai para a lista de desejados!!!
Beijo

Responder

Anna Mendes - 10, novembro 2018 às (18:01)

Oi Aione! Amei a resenha!! <3
O título do livro e a capa também chamaram a minha atenção! Gostei bastante da premissa também! Esse suspense para saber o que aconteceu deve deixar a leitura ainda mais envolvente! Parece ser uma leitura muito intensa e emocionante! Adoro quando uma história traz reviravoltas que surpreendem! Por conta disso, e porque adoro um bom romance, ainda mais se for surpreendente, fiquei muito curiosa para ler esse livro e conhecer a escrita da autora! 🙂 Já vou colocar esse livro na minha lista de desejados! Hehehe
Bjos!

Responder

Lindsay Leão - 11, novembro 2018 às (12:57)

Oi Aione,
Fazia tempo que não comentava nada por aqui, mas depois de tudo o que li, não resisti.
Que resenha linda! Vou correr e comprar esse livro agoraaaaa!
Fiquei muito impressionada com suas palavras e todo o sentimento que você expressou ao ler o livro. Quero e preciso ler uma história de amor assim! Obrigada pela linda resenha e pela análise tão perfeita e assertiva dessa história que parece ser incrível!
Parabéns!

Responder

Lívia Madeira - 12, novembro 2018 às (07:41)

ah ja adorei conhecer esse livro, achei super interessante, deve ser mesmo mt emocionante cheio de reviravoltas

http://www.tofucolorido.com.br
http://www.facebook.com/blogtofucolorido

Responder

Vitória Pantielly - 14, novembro 2018 às (20:32)

Oi Aione,
Então, vejo opiniões bem controversas sobre esse livro, algumas pessoas acharam a Sarah bem chatinha e mimada…
Eu vou ser sincera, acho esse romances que se montam em um dia, uma semana, meio sem cabeça, então, o que não me conquistou foi isso, acredito que podiam ter trabalhado melhor o relacionamento dos dois antes do sumiço de Eddie, mas, em contrapartida, gosto desse suspense todo, e de todos os sentimentos que a história desperta.
Preciso ler para tirar minhas impressões, rsrs.
Adorei a resenha.
Beijos

Responder

Brenda Motta - 16, novembro 2018 às (12:04)

Que resenha gostosa, preciso mesmo de um romance que aqueça o coração. Faz tempo que não leio um bom livro do gênero, que seja recheado de sentimentos.
Gostei da resenha, porque me pareceu que esse livro é assim.

Parabéns, Gostei muito.

Aceita Café?

Responder

Ana I. J. Mercury - 29, novembro 2018 às (20:39)

Não conhecia o livro ainda, mas adorei sua resenha, deu pra perceber o quanto o livro te tocou!
Aiiii fiquei super curiosa pra saber o que aconteceu mesmo com o Eddie, tem cara de ser um livro cheio de reviravoltas, muito romantismo, surpresas e de fazer a gente varar a madrugada lendo! rsrsrs
Vou querer, é claro!
bjs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por