Coluna da Duhau #26 - Vícios de Linguagem | Minha Vida Literária
22

abr
2012

Coluna da Duhau #26 – Vícios de Linguagem

Oi, pessoal, tudo bom com vocês? Vocês devem ter estranhado que semana passada não teve Coluna da Duhau, mas é que eu passei por um final de semana bem complicado de dar aulas freneticamente e não estava com tempo nem de respirar! Tanto que esse mês, até agora, só li um livro de 200 e poucas páginas, pra vocês verem que até minha atividade preferida está sendo comprometida por essa correria do dia-a-adia que está afetando todos nós. 
Bom, mas não é pra falar sobre isso que estou aqui. Agora que desafoguei um pouquinho, voltei com mais um post da coluna pra vocês e só posso pedir desculpas pela ausência na semana passada, espero que entendam. E pra essa semana decidi trazer novamente um tema que tem a ver com português, já que ainda tô muito com a cabeça nesse tema por conta das aulas intermináveis que dei. Então trouxe um tema que ainda é muito comum e alguns errinhos que muita vezes cometemos tanto na escrita, quanto na fala, que são os Vícios de Linguagem.
Vamos a eles?


– Ambiguidade – 
  1. Ambiguidade é a possibilidade de uma mensagem ter dois sentidos. Ela geralmente é provocada pela má organização das palavras na frase. Quando uma mesma oração dá espaço de interpretação para dois sentidos distintos e, caso esse não seja o interesse, isso será um erro, já que sua frase poderá ter um sentido que você não quis dar a ela.

Exs.: Leu para o filho muitos poemas e lendas da Grécia. (Ambiguidade estrutural, quando há mais de uma interpretação por conta do agrupamento de palavras.) “da Grécia” refere-se só às lendas ou também aos poemas?


Sonhava toda noite com louros. (Ambiguidade lexical, quando há mais de uma interpretação por conta da polissemia [vários significados para uma mesma palavra].) Nesse caso, “louros” pode ser um substantivo (referindo a “homens louros”) ou também pode ter o sentido de “glórias alcançadas”.



– Barbarismo –
  1. Barbarismoperegrinismoidiotismo ou estrangeirismo (para os latinos qualquer estrangeiro era bárbaro) é o uso de palavras ou expressão em desacordo com as normas gramaticais, ou com erro de pronúncia, grafia ou significação.
  2. Subdivide-se em: Galicismo (quando a palavra é proveniente do francês), Anglicismo (quando é do inglês) e Castelhanismo (do espanhol).

Exs.: Eles têm serviço delivery. (Anglicismo, o correto seria: “Eles têm serviço de entrega.”


Ontem comprei muitos CD’s naquela loja. (Anglicismo, pois na nossa língua não usamos o apóstrofo em nenhuma palavra (exceto para supressão de alguma letra, como em copo d’água). O correto seria “CDs”.




– Cacofonia –
  1. cacofonia é um som desagradável ou obsceno formado pela união das sílabas de palavras conseguintes. 
Ex.: Deixe ir-me , pois estou atrasado

Atenção! NÃO são cacofonias: “Eu amo ela”, “Eu vi ela”, Ela tinha…”, etc. já que, apesar de existir uma feia junção de fonemas nesse exemplos, essas junções não resultam na formação de uma palavra ou significado obsceno como no exemplo acima. Mesmo assim devemos evitar usar tais combinações.




– Pleonasmo Vicioso –

  1. pleonasmo é uma figura de linguagem. Quando consiste numa redundância inútil e desnecessária de significado em uma sentença, é considerado um vício de linguagem. Esse tipo de pleonasmo chamamos pleonasmo vicioso.

Exs.: Grande maioria, certeza absoluta, monopólio exclusivo, bonita caligrafia (caligrafia já significa “boa letra”), elo de ligação, habitat natural, etc.

Atenção! Como dito acima, o pleonasmo pode ser usado propositalmente, como figura de linguagem, pelo autor. Porém, é necessário muita maestria para utilizá-lo corretamente e, por isso, recomenda-se evitá-lo. Exemplo de pleonasmo como figura de linguagem: “Cada qual busca salvar-se a si próprio.” – Herculano




– Solecismo –
  1. Solecismo é um erro gramatical, especialmente de sintaxe, cometido quase sempre por quem desconhece as regras da língua  Há três tipos de solecismo:
  • Solecismo de Concordância: “Fazem cinco anos que nos conhecemos.” (Faz cinco anos…). “Aluga-se salas neste edifício.” (Alugam-se salas…).
  • Solecismo de Regência: “Ontem eu assisti um filme de época.” (Ontem eu assisti a um filme de época. Quem assiste [no sentido de ver], assiste a alguma coisa. Já se o sentido do verbo assistir fosse ‘dar assistência’, aí sim seria assistir alguém.)
  • Solecismo de Colocação: “Me parece que você está muito feliz hoje.” (Parece-me que você está muito feliz hoje. Sempre ocorrerá a ênclise se o verbo estiver no início da frase). “Eu não respondi-lhe nada do que perguntou”. (Eu não lhe respondi nada do que perguntou [O “não” atrai a próclise]).





Bom, pessoal, eu acho que me estendi um pouquinho, haha. Mas é que gosto tanto de português/gramática que a professora já baixa em mim e eu saio tagarelando mesmo. No mais é isso mesmo. Lembrando que existem outros vícios de linguagem, como o Eco, a Colisão, o Plebeísmo e a Prolixidade. Se tiverem interesse, aconselho a pesquisarem mais sobre eles, é um assunto muito interessante.

Por falar em prolixidade, desculpem a minha. Vou encerrando por aqui. Um beijão e uma ótima semana a todos! o/ 
















Pri, eu sou super a favor de uma edição nº2 de Vícios de Linguagem com esses outros que você citou!Acho que eu já conhecia todos desse post, mas, ainda assim, foi ótimo ler sobre eles, porque alguns dos exemplos eu nunca havia parado para pensar que eram vícios (ex: “a grande maioria”). Enfim, eu também adoro português então estou me deliciando com esses seus posts!!








Deixe o seu comentário

14 Respostas para "Coluna da Duhau #26 – Vícios de Linguagem"

Evellyn - 22, abril 2012 às (21:58)

Amei o post!
nossa, são erros bem comuns e as vezes estamos tão acostumados a ler/ver que nem percebemos!
Pleonasmo é mt mt comum!
Acho essas dicas bem válidas!
Na internet a gente comete tanto erro (fora dela tb)

bjss

Lygia Netto - 22, abril 2012 às (22:08)

Priscilla! Ótimo post! Algumas coisas daí eu já tinha lido sobre, só não sabia os nomes ‘oficiais’, rsrs! 😀

Muito utilidade pública! O mais curioso, pra mim, foi saber sobre Solecismo….não sabia desse nome! =D

Beijos!

O Livreiro² - 22, abril 2012 às (22:15)

É sempre bom revisar as regras para uma boa escrita. Deveria existir um blog focado no ensino da língua-culta aos blogueiros, porque alguns tem preguiça de usar o dicionário, inclusive eu. Erro gravíssimo.

Abraços,
skoobeiros.blogspot.com

Maura C. Parvatis - 22, abril 2012 às (22:52)

Adorei a postagem, esses vícios de linguagem estão TÃO inseridos na fala popular e na linguagem escrita, infelizmente, que é comum vê-los e ouvi-los e se você corrige, diz: barulho é sonoro lol, as pessoas brigam contigo HSUAHUAHSUA
Tem que ter segunda parte ;D

Beigos!

Millena Bezerra - 22, abril 2012 às (23:14)

Excelente post! Não conhecia o termo solecismo, mas amo gramática e conheço cada uma destas “regrinhas”, principalmente por ter acabado de concluir o médio (revisamos isso 11348554618299645 vezes para fazer uma boa redação no ENEM)
Merece parte dois!

Bejos.

http://www.amorporclassico.com

Vanessa - 22, abril 2012 às (23:33)

Ai que pena que foi tão curtinho este post eu tava me divertindo aqui com os absurdos, rsrs.
Vamo se ligar gente, olha o monte de coisa desnecessária que a gente fala!!!

Vanessa – Balaio

Marcelo Lima - 23, abril 2012 às (00:00)

tinha o custume de trocar v por f é um tipo desse tema?? rs

Bárbara Murat - 23, abril 2012 às (00:02)

Adorei o post! Acho que foi de todos que eu já li na coluna, que mais gostei. 🙂
Algumas palavras eu já conhecia, mas outras coisas fiquei com vergonha, porque percebi que já cometi alguns errinhos, hehe.

Beijos.

Érica Patricia Lopes - 23, abril 2012 às (11:31)

Estou virando suspeita já rs amo essa coluna!
Concordo com a Mi, por gentileza uma 2º edição!

Ótimo post!!!

Bjks

Alinne - 23, abril 2012 às (18:37)

Adorei o post.
Estes são erros bem comuns, é fácil vê-los por aí em cartazes ou até em sites, alguns eu até mesmo desconhecia.
Parabéns pelo post Pri.
Beijos

Esmalte de Morango - 23, abril 2012 às (19:00)

Também sou super a favor de uma 2º Edição, viu dona Pri? rs
Gostei muito do post, já cometi muitos desses erros em me diverti bastante lendo sobre eles. Quem nunca? Hahahaha

Beijão!

leitoracompulsiva - 23, abril 2012 às (20:25)

Excelentes essas dicas de hoje.
Beijos
Camis – Leitora Compulsiva

Danzinha - 25, abril 2012 às (13:13)

Olá Pri,

Eu não sou grande fã da gramática, mas, adorei o post. Algumas situações chegam até a ser engraçadas.

Beijos

Amigas entre Livros

Lucas Martins - 27, abril 2012 às (20:01)

Que postagem perfeita, Pri!
Eu gosto bastante de português, então achei ainda mais legal.
Acho que o que as pessoas mais cometem no dia-a-dia é o “grande maioria”, rsrs
Realmente adorei! Não é novidade que a Pri arrasa nos temas *-*
Beijão!

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por