[Vídeo Resenha] Sira — María Dueñas - Minha Vida Literária
Minha Vida Literária
02

set
2021

[Vídeo Resenha] Sira — María Dueñas

Em Sira, María Dueñas traz de volta essa personagem que cativou milhões de leitores no mundo, e ela retorna não mais como uma costureira inocente, mas sim com a força inabalável de uma mulher que fará o que for preciso para atingir seus objetivos.
Depois dos horrores da Segunda Guerra, o mundo começa a se reerguer lentamente. Sira, depois de concluir suas funções como colaboradora do Serviço Secreto Britânico, só consegue pensar em uma coisa: paz.
Mas nem tudo é tão simples.
Um trágico acontecimento colocará os planos de Sira em xeque, e, mais uma vez, ela terá que tomar as rédeas de seu próprio destino e buscar em si a coragem e as forças para seguir lutando.
Entre perdas e reencontros, participando de momentos históricos em lugares como Jerusalém, Londres, Madri e Tánger, Sira Bonnard – antes conhecida como Arish Agoriuq e Sira Quiroga – irá correr riscos inimagináveis, a fim de garantir um futuro tranquilo para seu filho.

 

Ficha Técnica: Sira

Título: Sira
Título original: Sira
Autor: María Dueñas
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Editora: Planeta
Número de Páginas: 480
Ano de Publicação: 2021
Skoob: Adicione
Compare e compre: AmazonAmericanasSubmarino

 

Vídeo Resenha


 

Resenha escrita

Sira é a continuação de O Tempo Entre Costuras, de María Duenãs, publicados no Brasil pela editora Planeta. A obra acompanha a jornada da protagonista Sira após o término da Segunda Guerra Mundial, retratada no primeiro livro — que foi, inclusive, adaptado como série.

Após concluir suas tarefas como colaboradora do Serviço Secreto Britânico, Sira só pensa em levar sua vida com tranquilidade. Porém, uma reviravolta em sua vida a colocará em situações bem diferentes do imaginado, arrastando-a mais uma vez para um meio ao qual ela julgava não mais precisar retornar.

Começo a resenha adiantando que esse foi meu primeiro contato com a escrita de María Duenãs, de maneira que não li O Tempo Entre Costuras. É possível ler Sira de forma independente, já que todas as informações prévias necessárias para a compreensão da história são dadas. Contudo, a leitura certamente terá mais impacto se precedida do primeiro volume, uma vez que nele são criados os vínculos com os personagens e, quando eles reaparecem na continuação, trazem consigo uma carga emocional que, no meu caso, estava em construção.

De qualquer maneira, ainda assim pude apreciar a leitura e me encantar pelo trabalho de María Dueñas. Sira é dividido em quatro partes, cada uma centrada em uma diferente região: Palestina, Grã-Bretanha, Espanha e Marrocos. Se não bastassem as descrições culturais e de cenários, que possibilitam uma total imersão nesses lugares, a obra é muito bem contextualizada historicamente. Assim, mesmo sendo um livro de ficção, vemos fatos reais misturados à trajetória da protagonista, o que torna tudo ainda mais envolvente. A questão política é central na trama, o que proporciona uma boa compreensão do panorama mundial naquele momento — e que, em grande parte, impacta os dias atuais, já que estamos falando de relações imperialistas e de dinâmicas de poder com consequências que ainda afetam inúmeros países.

Em termos narrativos, María Dueñas é daquelas capazes de criar momentos intensos e emocionantes sem recorrer a uma escrita sentimental — a cena final da primeira parte de Sira foi uma das mais impactantes que li nos últimos tempos. Ainda, as reviravoltas na história ajudam a manter o interesse no enredo, além do clima de tensão. Sobre as personagens, mesmo que a principal construção de maior parte delas aconteça em O Tempo Entre Costuras, pude me afeiçoar às que estão ali para nos cativar e antipatizar com as que estão nesse espectro. Sira é uma mulher fascinante, seja por seu magnetismo e perspicácia, seja por sua força e determinação. O fato da narrativa se dar em primeira pessoa, por sua perspectiva, nos torna ainda mais próximos dela.

Em linhas gerais, adorei conhecer o trabalho de María Duenãs através de Sira. Foi uma leitura rica em informações e em sua contextualização, seja histórica ou de cenários, e que cativa, também, por sua mescla de gêneros: romance, drama, suspense, ação. Fiquei curiosa pela leitura de O Tempo Entre Costuras e imaginando o quão extraordinária deve ser a experiência de imergir nas duas obras, uma seguida da outra.





Deixe o seu comentário

Minha Vida Literária

Caixa Postal 452

Mogi das Cruzes/SP

CEP: 08710-971

Siga nas redes sociais

© 2021 • Minha Vida Literária • Todos os direitos reservados • fotos do topo por Ingrid Benício