[Resenha] Arquivo das crianças perdidas - Valeria Luiselli | Minha Vida Literária
02

out
2019

[Resenha] Arquivo das crianças perdidas – Valeria Luiselli

Título: Arquivo das crianças perdidas
Título original: Lost Children Archive
Autor: Valeria Luiselli
Tradução: Renato Marques
Editora: Alfaguara
Número de Páginas: 424
Ano de Publicação: 2019
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Mesclando a crise familiar com a crise política do país, Arquivo das crianças perdidas mostra uma empatia única com a situação atual. Através de diversas vozes, sons e imagens, Valeria Luiselli cria um romance virtuoso. Uma família viaja de carro de Nova York para o Arizona durante as férias de verão, com o objetivo de chegar até a terra dos Apaches. No carro, eles passam o tempo como podem, com jogos e música, mas no rádio a notícia da “crise da imigração” não para de aparecer. Centenas de crianças cruzam a fronteira do México para os Estados Unidos só para serem presas do outro lado ― ou pior, ficarem perdidas no deserto. Conforme a família passa pelos estados do Tennessee, Oklahoma e Texas, a crise que eles mesmos enfrentam se torna mais clara. Os pais se distanciam cada vez mais, e as crianças ― um menino e uma menina ― são puxadas para o abismo que se abre. Um livro de temática ampla, Arquivo das crianças perdidas reflete a onipresença da “crise da imigração” ao deixá-la como pano de fundo constante ― Luiselli nunca traz a política para o foco de sua narrativa, mas sempre a insere no contexto. Arquivo das crianças perdidas é também uma crítica à tecnologia, uma análise sobre a volta do rádio como importante meio de comunicação, a estética vintage, entre outros. Mas seu maior tema é a escuta: este livro mostra como precisamos escutar tudo a nossa volta para melhor entender o mundo em que vivemos.

Arquivo das crianças perdidas da autora mexicana Valeria Luiselli é um livro que aborda como tema central a imigração. Levando em consideração a importância da temática e também a sua complexidade no contexto social, o que chama atenção nessa obra é justamente o modo direto e diverso em reflexões e sentidos da autora desvelar tal conjuntura.

Aqui conhecemos um casal que sai com seus dois filhos numa viagem de carro em direção ao Arizona para visitar o antigo território dos apaches, objeto de estudos do pai. A partir desse contexto e conforme a viagem avança, muitas questões vão sendo impostas pelos caminhos onde eles passam. Além do contexto da crise da imigração que permeia a história da família em determinados momentos, ocorrem também questões subjetivas que impressionam pelo modo como são contadas, sempre repletas de questionamentos e detalhes que estão longe de ser superficiais.

A narrativa da autora, além de ser generosa em referências literárias e musicais as quais enriquecem nossa experiência de leitura, ainda nos mostra ao longo dos capítulos que Valeria Luiselli tem muita intimidade com a escrita, o que se traduz na fluidez e facilidade com que o leitor se depara ao ler sua obra.

Arquivo das crianças perdidas é um livro muito potente, tanto no modo como foi escrito quanto na mensagem que passa através de suas personagens. Uma excelente experiência de leitura capaz de nos sensibilizar, impactar e nos fazer pensar sobre situações sociais às quais nem sempre damos devida atenção.





Deixe o seu comentário

11 Respostas para "[Resenha] Arquivo das crianças perdidas – Valeria Luiselli"

RUDYNALVA - 02, outubro 2019 às (21:19)

Clívia!
O tema da imigração está muito em alta, deve ser um livro tenso e interessante.
Bom ver que tem muitas referências literárias e musicais, gosto muito disso em um livro.
cheirinhos
Rudy

Francine Cândido - 02, outubro 2019 às (23:22)

Nossa, tava lendo a resenha e pensando em como deve ser triste e chocante esse livro. Me perguntei se você chegou a se emocionar alguma vez? Quando trata de família sempre acaba me gerando essa emoção. Tenho muito carinho por livros assim.

Scheila - 03, outubro 2019 às (08:37)

Oi, Aione!

Que tema fantástico.. Sempre tenho curiosidade sobre imigração e procuro ler muitas coisas sobre o mesmo.
Adorei esse livro e nunca tinha visto ele.
Mas por um lado deve ser bem triste essa realidade que o livro mostra.
Adoro conhecer a escrita de autores que eu nunca li suas obras, assim como essa Mexicana desse livro.
Obrigada pela resenha!

Bjoo <3

Theresa Cavalcanti - 03, outubro 2019 às (12:50)

Olá, Clivia
O tema é muito importante e saber que foi escrito por uma autora mexicana só me deixa mais animada com a leitura.
Se fosse só pela capa, não ficaria tão animada para fazer a leitura, mas lendo a sinopse e sua resenha, fiquei com vontade de ler sim.

Angela Cunha - 03, outubro 2019 às (13:44)

Admito que não conhecia o livro e nem o tinha visto por aí, pelo mundo literário, por isso estou feliz em poder conferir esta primeira resenha e assim de cara, já gostar do tema que a autora abordou no livro.
Imigração é sempre algo que víamos longe de nós, mas hoje em dia, temos imigrantes no meio de nós o tempo todo e parece que cada vez mais.
Bacana ver tudo isso dentro do carro desta família e com isso, aprender um pouco mais sobre bondade e sim, aceitação.
Vai para a lista de desejados com certeza.
Beijo

Ariela - 04, outubro 2019 às (16:53)

Pensei que era uma historia baseada em fatos reais, mas é uma ficcao né. Gostei desse tema ser abordado, acho que ja li algo sobre em outros livros, mas nao tanto com o foco como esse parece ter….gostei, só nao gostei da capa rsrs!

Magda Santos - 04, outubro 2019 às (21:27)

Meu Deus, que resenha!
Esse livro deve ser maravilhoso, passa a impressão de tenso, mas que vai nos prender do início ao fim.
Foi emocionante?
O que sentiu ao ler?
Acho até que choraria lendo.

Anna Mendes - 05, outubro 2019 às (13:19)

Oi Clívia!
Adorei a sua resenha!
Se eu visse este livro numa livraria, confesso que ele não chamaria a minha atenção. Mas após ler a sua resenha, fiquei muito curiosa para ler esse livro e conhecer a escrita da autora. Acho que nunca li um livro escrito por uma autora mexicana e que abordasse o tema da imigração. Parece ser uma ótima leitura para refletir sobre esse problema social que impacta a vida de muitas pessoas. Também gosto muito de encontrar referências literárias e musicais nas histórias que leio!
Bjos!

Rayssa Bonai - 07, outubro 2019 às (01:31)

Olá! ♡ Confesso que ainda não conhecia a autora, nem o livro, mas a premissa do mesmo chamou minha atenção, por ser bem diferente dos livros que tenho lido ultimamente.
Gostei muito da mensagem que o livro passa sobre a importância de escutar o que nos cerca, pois desse modo, nós de fato poderemos entender melhor o mundo que habitamos.
Achei importante o tema central ser a imigração, pois de fato esse é um tema de extrema importância, mas que muitas vezes não é tratado com a atenção que merece e deveria receber.
Enfim, parece uma leitura que nos faz refletir muito, que nos impacta bastante. Obrigada pela indicação!
Beijos! ♡

Mariana - 12, outubro 2019 às (05:04)

Olá, Clívia!
Não conhecia o livro, nem a autora, realmente uma temática delicada para se trabalhar. Se ela pesar muito a mão no drama, pode se tornar uma história difícil de ler, mas também é um tema que não tem como ser tratado de forma banalizada. Mas pelo que você disse, parece que ela conseguiu dosar muito bem. Sua resnha ficou ótima!
A única coisa é como já disseram acima, a capa poderia ser mais bonita, não é?

Ana I. J. Mercury - 31, outubro 2019 às (22:37)

Eu não conhecia o livro nem o autor, mas achei um tema diferente e muito interessante.
Que nos faz questionar sobre condições de vida, imigração e seus problemas, etc.
Vou querer ler com certeza!
bjs

Últimas Resenhas

Calendário de posts

outubro 2019
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2019

<div class="titulo desafio-fuxicando-sobre-chick-lits-2019"><h6>Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2019</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por