[Resenha] A Dama dos Loucos — Francine Cândido | Minha Vida Literária
14

maio
2019

[Resenha] A Dama dos Loucos — Francine Cândido

Título: A Dama dos Loucos
Autores: Francine Cândido
Editora: Autopublicação
Número de Páginas: 550
Ano de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compre: Amazon

Nesse enredo estaremos acompanhados de Elisabeth, uma mulher que tem sonhos recorrentes sobre cenas e pessoas que não consegue reconhecer ou compreender. Levada pelos seus sonhos e pela chegada de uma carta, ela embarca em uma jornada que a deixa nas portas de um sanatório pertencente, de certa forma, a Dama dos Loucos.
Uma mulher disposta a contar uma história cheia de assassinatos, de brincar com o limiar da morte e controlar as cartas do tarô cheias de poder e loucura, e fazer com que Elisa entenda sua conexão e completo fascínio com uma história que, por mais macabra que fique, ela não consegue largar.

A Dama dos Loucos é o livro de terror psicológico de Francine Cândido autopublicado na Amazon em formato de eBook. Mesclando o contexto histórico de Paris da transição do século XVIII para o XIX com a busca pessoal de Elisabeth Fou, a autora cria um enredo complexo em uma atmosfera de horror típica do gênero.

Mais do que tudo, Elisabeth Fou deseja conhecer suas origens, já que foi deixada em um orfanato ainda criança. A chegada de uma carta misteriosa aliada aos seus pesadelos recorrentes com lugares e pessoas desconhecidos a leva até a Dama dos Loucos, uma mulher que promete contar uma história capaz de preencher todas as peças ausentes do passado de Elisa.

Fiquei encantada com a habilidade de Francine Cândido criar uma atmosfera tão envolvente e, ao mesmo tempo, tão repugnante. Como se dominasse o mesmo dom da Louca, a autora tece a narrativa com esmero e impregnada de frases de efeito, tão capazes de impactar a leitura e de envolver o leitor naquilo que está sendo contado. Contudo, por mais belas que possam ser as construções de Francine, aquilo que nos é dito é do caráter do repulsivo, o que cria com maestria a atmosfera do terror.

O cenário de A Dama dos Loucos é a Paris pós-Revolução Francesa, tomada pela desordem. Ao mesmo tempo que esse contexto torna a leitura mais interessante por conta de todas as informações oferecidas e pela maneira habilidosa com que a autora interligou os fatos, a miséria nas ruas francesa nos desperta o horror do pior tipo: o provocado pelas ações do próprio ser humano. Apesar do livro ter um forte toque sobrenatural, foi o aspecto humano o que mais me provocou sentimentos perturbadores.

As personagens centrais, Elisabeth e a Dama dos Loucos, são também muito bem construídas, especialmente por suas vozes. A mescla entre presente e passado que cada uma proporciona à leitura faz da trama mais instigante e detalhada, que conduz o leitor pouco a pouco por entre as páginas e vai calmamente entregando as pistas que levam à compreensão do todo. A autora soube, também, como ludibriar o leitor e causar reviravoltas significativas ao final da leitura.

Em linhas gerais, adorei a leitura especialmente por seu tom narrativo. Por não ser muito adepta ao terror e por ter dificuldades próprias com ele, não fiz uma leitura frenética. De qualquer maneira, fiquei tanto intrigada com a trama quanto admirei seus desdobramentos. Adorei a escrita de Francine e já estou curiosa para ler mais de suas obras!

 





Deixe o seu comentário

6 Respostas para "[Resenha] A Dama dos Loucos — Francine Cândido"

Angela Cunha - 15, maio 2019 às (08:01)

Se já não bastasse o título, capa e enredo maravilhosos, ainda vem uma resenha assim!
Adoro histórias que envolvem não somente o mistério e o suspense, mas também isso de sanatórios. Sei lá, parece que tudo é feito nestes locais, desde literatura a filmes e séries, acaba dando um gostinho melhor!
E se misturar história? Melhor ainda!
Com certeza, vai para a lista de desejados!!!
Beijo

Anna Mendes - 15, maio 2019 às (09:39)

Oi Aione! Amei a resenha!! <3
Nossa, que maravilhosa a capa desse livro! Amei!! Imagina numa edição física, como ficaria?
Adorei a premissa desse livro! Adoro livros nesse estilo, com terror psicológico!
Também achei interessante a ambientação que a autora deu para a história, fazendo ela se passar na Paris pós-Revolução Francesa.
Fiquei muito curiosa para fazer a leitura e para conhecer a escrita da autora! 🙂
Bjos!

Theresa Cavalcanti - 15, maio 2019 às (13:27)

Oi Aione,
Não sei se esse livro faz muito meu estilo, mas ele parece ser muito bom. Fiquei com um pouco de medo, mas com muita vontade de ler!

Scheila - 15, maio 2019 às (14:41)

Aione,

Por ser e-book não me faz muito a cabeça.. Mas que capa e história maravilhosa? E por ser uma autoplublicação então, é demais!
Super amei a história de terror, bem criativa e pelo visto estingante..
Tomara que chegue um dia em livro físico.. eheheh.
Beijos.

Ludyanne Carvalho - 17, maio 2019 às (22:58)

Gostei da capa, mas… não sou fã de terror psicológico.
Sou bem medrosa, então fujo de leituras assim.
É a primeira vez que vejo algo sobre esse livro e imagino que seja uma boa leitura para os fãs do gênero.

Beijos

Ana I. J. Mercury - 31, maio 2019 às (22:57)

Não conhecia o livro, nem a autora, mas achei muito interessante!
Parece um livro recheado de suspense e boas reviravoltas, além de nos fazer pensar muito sobre a mentalidade humana.
Quero!
bjs

Últimas Resenhas

Calendário de posts

maio 2019
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2019

<div class="titulo desafio-fuxicando-sobre-chick-lits-2019"><h6>Desafio Fuxicando Sobre Chick-Lits 2019</h6></div>

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por