[Resenha] As Mil Partes do Meu Coração – Colleen Hoover | Minha Vida Literária
08

jan
2019

[Resenha] As Mil Partes do Meu Coração – Colleen Hoover

Título: As Mil Partes do Meu Coração
Título original: Without Merit
Autor: Colleen Hoover
Tradutor: Ryta Vinagre
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 336
Data de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSubmarino

Para Merit Voss, a cerca branca ao redor da sua casa é a única coisa normal quando o assunto é sua família, peculiar e cheia de segredos. Eles moram em uma antiga igreja, batizada de Dólar Voss. A mãe, curada de um câncer, mora no porão, e o pai e o restante da família, no andar de cima. Isso inclui sua nova esposa, a ex-enfermeira da ex-mulher, o pequeno Moby, fruto desse relacionamento, o irmão mais velho, Utah, e a gêmea idêntica de Merit, Honor. E, como se a casa não tivesse cheia o bastante, ainda chegam o excêntrico Luck e o misterioso Sagan. Mas Merit sente que é o oposto de todos ali.
Além de colecionar troféus que não ganhou, Merit também coleciona segredos que sua família insiste em manter. E começa a acreditar que não seria uma grande perda se um dia ela desaparecesse. Mas, antes disso, a garota decide que é hora de revelar todas as verdades e obrigá-los a enfim encarar o que aconteceu.
Mas seu plano não sai como o esperado e ela deve decidir se pode dar uma segunda chance não apenas à sua família, mas também a si mesma. As mil partes do meu coração mostra que nunca é tarde para perdoar e que não existe família perfeita, por mais branca que seja a cerca.

Com um título de difícil tradução, Without Merit foi nomeado As Mil Partes do Meu Coração em português, gerando críticas por parte dos leitores e fãs de Colleen Hoover. Opiniões à parte, o mais recente lançamento da autora pela editora Galera Record foi também, para mim, um dos mais diferentes romances de Hoover.

Merit vive em meio a uma família não convencional. Não bastasse sua casa ser uma antiga igreja reformada, os membros de sua família são compostos por uma irmã gêmea de quem ela se assemelha apenas pela aparência; um irmão com quem ela mal conversa; uma mãe que sofre de agorafobia e mora no porão da casa; um pai casado com uma nova mulher, ex-enfermeira de sua primeira esposa; e um meio irmão ainda criança, fruto do novo relacionamento do pai e única pessoa por quem Merit sente uma verdadeira afeição. Após a chegada de dois novos — e inusitados — membros para dividirem o teto familiar, o peso dos segredos que Merit carrega e de sua sensação de ser invisível parece aumentar. É quando ela decide que sua ausência não será percebida por ninguém; porém, antes de partir ela precisa revelar tudo aquilo que leva consigo.

A escrita de Colleen Hoover é tão envolvente e viciante quanto em seus demais romances. Dessa maneira, não demorei a imergir na leitura de As Mil Partes do Meu Coração e logo me vi conectada à Merit. Aqui, a narrativa em primeira pessoa tem um peso ainda mais significativo para a trama, uma vez que a perspectiva da protagonista tem influência fundamental nas temáticas desenvolvidas e em tudo o que é revelado ao longo do enredo.

O que para mim fez do livro mais diferente dos demais da autora foi uma suavização no impacto emocional. Ainda que a história tenha sim seus momentos de intensidade e aborde aspectos delicados, achei a leitura menos carregada de acontecimentos e reviravoltas dramáticas, tão típicos das obras de Hoover. De qualquer forma, As Mil Partes do Meu Coração ainda assim me emocionou especialmente pela maneira de como os transtornos mentais são trabalhados e de como se dão as interações familiares.

As personagens do livro são, sobretudo, imperfeitas e isso leva a outra temática importante na história: o perdão. Colleen Hoover não coloca aqui apenas o perdoar o outro, mas também o perdoar a si mesmo, e a sensibilidade com que ela trabalha as emoções e conflitos das personagens é sem dúvida alguma tocante.

No geral, As Mil Partes do Meu Coração me conquistou não apenas pela maneira sensível de como Colleen Hoover abordou as temáticas da história, mas também por sua habilidade narrativa tão característica. Há passagens mais leves e dotadas de seu peculiar humor, ao mesmo tempo em que há outras mais melancólicas e intensas. No geral, foi mais um livro apaixonante, que tanto entretém quanto desperta importantes reflexões.





Deixe o seu comentário

10 Respostas para "[Resenha] As Mil Partes do Meu Coração – Colleen Hoover"

Francine Cândido - 08, janeiro 2019 às (21:38)

Amei muito a resenha. Espero conseguir ler os outros da Hoover para compartilhar mais esses sentimentos com você. ❤️

RUDYNALVA - 08, janeiro 2019 às (22:30)

Aione!
Nunca tive oportunidade de ler nenhum livro da autora, embora leia sempre boas resenhas sobre os livros dela e desse, é a primeira resenha que leio.
Gostei de ver que ela mudou um pouco a abordagem de apenas romance, para se aprofundar mais sobre os segredos e dramas da família Voss e das consequencias que advem de toda super proteção.
cheirinhos
Rudy

Angela Cunha - 09, janeiro 2019 às (06:41)

Este livro foi uma das minhas últimas leituras e confesso que também gostei muito. Não houve uma romantização da violência, apesar de neste livro, a violência ser de outra forma.
Momentos engraçados, momentos tristes e intenso e isso, uma gama de assuntos sendo abordados ao mesmo tempo, sem que nenhum destes assuntos ficasse totalmente isolado ou ameno.
Adorei a história e super recomendo!!!
Beijo

Anna Mendes - 09, janeiro 2019 às (08:00)

Oi Aione!
Amei a resenha!! <3
Realmente, a tradução que fizeram do título não tem nada a ver com o original e, pela premissa, o original parece fazer mais sentido.
Enfim, da Colleen Hoover eu só li Novembro, 9. Foi uma leitura envolvente, mas eu esperava mais. E até agora eu não li mais nada da autora, porém, ainda tenho curiosidade.
A premissa de As Mil Partes do Meu Coração chamou muito minha atenção e me deixou bem curiosa para fazer a leitura! Achei bem legal a autora ter explorado relacionamentos familiares e transtornos mentais, como você comentou.
Parece ser uma leitura tocante, sensível e com personagens cativantes!
Já vou colocá-lo na minha lista de desejados!! 😉
Bjos!

Vitória Pantielly - 09, janeiro 2019 às (11:19)

Oi Aione,
Faz algum tempo que venho esperando um lançamento da autora nesse estilo. Mesmo ela sempre focando bem em relações familiares, o romance acaba sendo o principal, aqui é diferente, a família de Merit não é só disfuncional, mostra uma realidade, as falhas do ser humano, e claro, todas as suas facetas, boas ou ruins.
Gosto dos temas que são presentes em suas obras, acho que devem, sempre que possível, serem discutidos.
Mais um que entra na minha lista de desejados.
Beijos

Ana Carolina - 09, janeiro 2019 às (12:41)

Oi, Aione!

Colleen Hoover é uma daquelas autoras que ainda nao me conquistou, mesmo com duas chances e pretendo continuar tentando me emocionar com os livros dela.
Esse me parece interessante, vou dar um chance, já que comentou que está menos drámatico – algo que me incomodada.
Beijos,
Ana.

Ycaro Santana - 11, janeiro 2019 às (16:57)

Eu tinha bastante curiosidade para ler algo da Colleen Hoover, mas depois de ler algumas coisas sobre sua escrita, principalmente passando pano pra macho escroto, eu fiquei com o corpo todo atrás. Porém, suas premissas continuam me chamando a atenção, como essa de As Mil Partes do Meu Coração, adorei uma família cheia de personalidades diferentes e Merit cheia de problemas a se resolver. Quem sabe não a dou uma chance futuramente.

Lara Caroline - 14, janeiro 2019 às (09:30)

Olá Aione.
Nunca li nada da Colleen apesar de ter um livro dela na minha estante, mas sei que as estórias dela são sempre carregadas de fortes emoções.
Achei a premissa de retratar uma família um tanto incomum super importante, além de trazer assuntos como problemas mentais. Fiquei curiosa pela leitura.
Beijos

Sara Santos - 15, janeiro 2019 às (16:16)

Olá Aione!!
Adorei sua resenha!!
Nunca tive a oportunidade e nem interesse de ler uma obra da Hoover, mas devo dizer que ao ler sua resenha desse livro fiquei curiosa pra conhecer. Saber sobre a temática tratada e que os personagens são imperfeitos me deixa inda mais curiosa para lê, torna tudo mais real.
Aparenta ser uma leitura bastante emocionante, com certeza esse livro ira para minha lista de leitura. bjs.

Sara Santos - 15, janeiro 2019 às (17:09)

Olá Aione!! Adorei sua resenha!
Nunca tive oportunidade e nem interesse em ler obras da Hoover, mas depois de ler sua resenha fiquei bastante curiosa. A temática abordada é bem legal e necessária. Aparenta ser uma leitura emocionante, carregada de sentimentos e emoções. Esse livro com certeza irá para minha lista de leitura.Bjs

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por