[Resenha] Cartas Brasileiras — Sérgio Rodrigues | Minha Vida Literária
20

jun
2018

[Resenha] Cartas Brasileiras — Sérgio Rodrigues

Título: Cartas Brasileiras
Organização: Sérgio Rodrigues
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 232
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Uma seleção espirituosa e diversificada de oitenta cartas brasileiras inesquecíveis, fartamente ilustrada por fac-símiles das correspondências originais e dezenas de fotos. Intrigas, confissões, ameaças, estratégias, declarações de amor. Descortina-se um universo inimaginável quando se lê a correspondência dos personagens marcantes da história do Brasil. Dando um novo olhar aos fatos já conhecidos e trazendo à luz missivas inéditas ou pouco difundidas, o jornalista Sérgio Rodrigues apresenta uma saborosa coletânea de oitenta cartas dignas de nota, recebidas ou enviadas por escritores, artistas e políticos — de Elis Regina a Olga Benário, de Chico Buarque a Santos Dumont, de Renato Russo a d. Pedro I —, entre outros personagens. Ilustradas por fac-símiles e dezenas de fotos e acompanhadas por breves textos que contextualizam cada carta, as missivas conduzem o leitor por um deleitoso passeio pelos grandes momentos de nossa trajetória. Um convite irrecusável para conhecer o que há de melhor, mais original e imprescindível em nosso país — a partir dos olhos e da intimidade de figuras extraordinárias.

Cartas Brasileiras é uma obra publicada pela editora Companhia das Letras e organizada pelo escritor, crítico literário e jornalista Sérgio Rodrigues. Inspirado no livro Cartas Extraordinárias, de Shaun Usher publicado também pela mesma editora, ambos possuem uma seleção de cartas acertadamente bem elegidas que nos remetem a contextos históricos os quais revelam trajetos pessoais e, por conseguinte desvelam ainda, um outro lado da história dos lugares de origem dos seus autores, nesse caso o Brasil.

A experiência de leitura com esse livro é de uma singularidade adorável. Primeiro, porque a cada página virada e carta lida nos deslumbramos com a harmonia criada em torno da junção literária e histórica traduzida por tais palavras; e segundo, porque Cartas Brasileiras é a tradução de um trabalho em equipe bem-sucedido e idealizado para inebriar os leitores apaixonados por um livro com um belo e atrativo projeto gráfico realizado por Raul Loureiro e com um excelente conteúdo a ser explorado.

Como indica a premissa, temos aqui 80 cartas brasileiras marcantes e escritas pelas mais diferentes pessoas, conhecidas ou não. Nomes como Lampião, Roberto Marinho, Oscar Niemeyer, Getúlio Vargas e Tarsila do Amaral compõem o presente acervo, além dos nossos apreciados escritores como Carlos Drummond de Andrade, Machado de Assis, Manoel de Barros, Mário de Andrade, Clarice Lispector, Hilda Hilst, entre outros.

As cartas em si já são um deleite, mas o que torna a leitura ainda mais interessante é que todas elas apontam para momentos marcantes na vida de quem as escreveu ou dos seus destinatários. Um exemplo é a carta de Olga Benário para Luís Carlos Prestes e Anita Leocadia, escrita em um campo de concentração quando Olga já estava ciente de que no dia seguinte morreria na câmara de gás. Ou então imaginem uma carta escrita por Machado de Assis para Joaquim Nabuco, na qual o mesmo confessa sua tristeza pela morte da sua amada! Em suma, as cartas revelam sentimentos, momentos pessoais que apresentam desde acontecimentos históricos a dramas pessoais, sobretudo, indicam de modo muito pessoal e genuíno traços da memória do país.

Cartas Brasileiras é uma espécie de livro muito singular que nos intima a terminá-lo rapidamente devido ao nosso vertiginoso envolvimento com tão significativas narrações. Apreciei cada momento da leitura e pude constatar que por mais que sejamos, por vezes, opostos em atitudes e convicções, temos muito mais em comum do que podemos imaginar, seja como pessoas em qualquer lugar do mundo ou enquanto brasileiros. Cada um com suas dores, seus amores, suas decepções. Cada um com uma história de vida que diz muito de si e da conjuntura que o circunda. Assim, é feita a história e precisamos conhecê-la. Obra recomendada e digna de releitura.





Deixe o seu comentário

8 Respostas para "[Resenha] Cartas Brasileiras — Sérgio Rodrigues"

Daiane Araújo - 20, junho 2018 às (22:00)

Oi, Aione.

A maneira que o autor optou por formalizar a história e o contexto geral da mesma, é de certa forma, ímpar e até mesmo íntima.

Em suma, é possível ressaltar a importância de cada história.

Enfim, talvez, em algum momento, eu o leia.

Responder

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 21, junho 2018 às (00:49)

Clívia!
A primeira coisa que gostei é porque são cartas e como faço correspondência há 40 anos, sei o poder que elas tem.
E ver que aqui tem algumas cartas que trazem o contexto histórico de uma determinada época, é ainda mais fascinante, porque tudo ficou registrado de uma forma espontânea e sem artifício.
Já quero poder ler.
“Nunca sei se quero descansar porque estou realmente cansada, ou se quero descansar para desistir. “ (Clarice Lispector)
cheirinhos
Rudy
TOP COMENTARISTA JUNHO – 5 GANHADORES
BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

Responder

Anna Mendes - 21, junho 2018 às (18:53)

Oi Clívia!
Adorei a resenha!
Eu não conhecia esse livro, mas fiquei encantada com a proposta que ele apresenta! Parece ser uma leitura muito envolvente e marcante. Deve ser muito interessante ler cartas de pessoas que já se foram, mas que continuam presentes de certa forma, por causa da marca que deixaram no mundo.
Bjos!

Responder

Micheli Pegoraro - 21, junho 2018 às (22:03)

Oi Clívia,
Não conhecia esse livro mas já o quero na minha estante agora mesmo! É um estilo de leitura bem diferente do que estou acostumada a ler, mas nem por isso deixei de ficar interessada, pelo contrário, desejo muito me encantar com essas 80 cartas escritas por pessoas tão distintas, algumas delas bem renomadas e conhecidas.
São cartas significativas, algumas com contextos históricos bem marcantes, proporcionando uma leitura única.
Beijos

Responder

suzana cariri - 27, junho 2018 às (13:54)

Oi!
Não conhecia esse livro, e foi só ler um pouco a resenha que já fiquei muito curiosa para poder ler, pois essas cartas parecem ter um grande conteúdo histórico, principalmente pelos seus autores e parece que temos mesmo momentos bem marcantes da historia de cada um deles, fiquei interessada nesse livro e quero muito ler !!

Responder

Lily Viana - 28, junho 2018 às (10:01)

Olá!
Uau, fiquei impressionada com esse livro. Tem uma ótima premissa e com certeza é uma leitura onde podemos ver sentimentos e sofrimentos daqueles que escreveram essas cartas. Não tenho muita leitura de livros desse tipo mas fiquei bem curiosa por esse…Espero ler em breve!

Meu blog:
Tempos Literários

Responder

Patrini Viero - 28, junho 2018 às (13:24)

Achei a ideia do livro super interessante! Por mais conhecidos que esses nomes sejam, nunca conseguimos descobrir todos os aspectos da vida de alguém ou formarmos uma imagem totalmente legítima e fiel daquela pessoa. Acho que essas cartas podem auxiliar nesse trabalho e talvez até mudar muitas das nossas perspectivas sobre essas pessoas. Os temas abordados retratam não apenas a história do país, mas os sentimentos e angústias que acometem esses brasileiros ao longo das mais diversas situações e eu acredito que isso possa criar um elo entre autores e leitor bastante palpável e real.

Responder

Ana Carolina Venceslau Dos Santos - 29, junho 2018 às (19:52)

O livro parece ser interessante mas a pegada de literatura de não-ficção não é muito a minha praia mas gosta do contexto histórico do livro gosto quando eles abordam fatos verídicos da nossa cultura então estou um pouco indecisa se leio ou não

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por