Coluna da Duhau #27 - Vícios de Linguagem Parte 2 | Minha Vida Literária
06

maio
2012

Coluna da Duhau #27 – Vícios de Linguagem Parte 2

Olá, pessoas lindas do meu coração. Como vocês estão? Espero que bem. Bom, devido ao sucesso do post da semana retrasada e de alguns pedidos pra voltar com a parte dois dos vícios de linguagem, cá estou eu atendendo ao pedido dos leitores lindos do Minha Vida Literária, haha.

Ah, preciso comunicar uma coisa também. Eu e a Mi conversamos e decidimos que a Coluna da Duhau será um post/coluna sobre português/gramática. Eu já andava fazendo posts mais relacionados a isso ultimamente, mas agora é oficial: essa coluna trará dicas, regras, informações sobre nossa língua-mãe. Gostaram da novidade? Espero que sim. 🙂

Então vamos ao post!



– Plebeísmo – 

  1. Palavras, expressões e modos de dizer característicos do dialeto das classes populares, frequentemente considerados pelas classes dominantes como um linguajar vulgar. 
Exs.: “Ele era um tremendo mané!”; “Tô ferrado.”







– Prolixidade –
  1. É a exposição fastidiosa e inútil de palavras ou argumentos e à sua superabundância. É o excesso de palavras para exprimir poucas idéias. Ao texto prolixo falta objetividade, o qual quase sempre compromete a clareza e cansa o leitor.  A prevenção à prolixidade requer que se tenha atenção à concisão e precisão da mensagem. Concisão é a qualidade de dizer o máximo possível com o mínimo de palavras. Precisão é a qualidade de utilizar a palavra certa para dizer exatamente o que se quer.
E aí, vocês têm algum livro/autor que consideram prolixo?





– Eco –
  1. eco vem a ser a própria rima que ocorre quando há na frase terminações iguais ou semelhantes, provocando dissonância.
Exs.: “O aluno repetente mente alegremente.”; “Falar em desenvolvimento é pensar em alimento, saúde e educação.”









– Colisão –
  1. A repetição de uma mesma, ou semelhante consoante em várias palavras é denominada aliteração. Aliterações são preciosos recursos estilísticos quando usados com a intenção de se atingir efeito literário ou para atrair a atenção do receptor. Entretanto, quando seus usos não são intencionais ou quando causam um efeito estilístico ruim ao receptor da mensagem, a aliteração torna-se um vício de linguagem e recebe nesse contexto o nome de colisão.
Exs.:Eram comunidades camponesas com cultivos coletivos.”; “papa Paulo VI pediu a paz.”





Costumo colocar sempre 5 palavras, mas como só sobraram 4 outros vícios de linguagem desde o post passado, então dessa vez tive que diminuir uma palavra. Espero que vocês me perdoem e que, mesmo assim, tenham  gostado do post. 😀

Beijão a todos e uma ótima semana! o/


















Pri, como já havíamos conversado, fiquei muito feliz com essa alteração do foco do post! Tenho certeza que você nos trará assuntos bem úteis e interessantes, como já vinha fazendo!Acho que os vícios de hoje, pelo menos para mim, foram mais novidade! Por exemplo, não conhecia o Plebeísmo (e ri com o nome), nem a colisão. E diria que eu era uma mestra em prolixidade nas minhas provas de história, mas ai era intencional mesmo haha! 





Deixe o seu comentário

12 Respostas para "Coluna da Duhau #27 – Vícios de Linguagem Parte 2"

Sofia - 06, maio 2012 às (21:54)

Oie… Eu sabia o conceito de algumas palavras, mas não ela em si… Ficou contraditorio? Rs
Adorei o post!

O Livreiro² - 06, maio 2012 às (22:19)

Opa, deixe-me refazer toda a redação pra amanhã. >:D

Felizmente não tenho nenhuma redação, mas a Duhau e seus posts estão ensinando mais que muito professor por aí, né?

Duhau, a heroína da galera. o

Abraços,
G. Pedro
skoobeiros.blogspot.com

Lili - 06, maio 2012 às (22:51)

Nossa, não tinha sonhado alguma vez na vida que existia essa colisão.
O rato roeu a roupa do Rei Robert e só com esse post descobri isso.

O inverno deve realmente estar para chegar.

liliescreve.blogspot.com

Ana Ferreira - 06, maio 2012 às (23:33)

Mi, eu ri com o seu comentário sobre abusar da prolixidade na aula de história KKKKKKKKKK Quem nunca fez isso que atire a primeira pedra, né?
E para a Pri, deixo os meus parabéns. Acho que a coluna dessa forma fica mais inteligente, e ajuda os próprios leitores a compreenderem e a fazerem um melhor uso da língua portuguesa.
Eu nunca tinha ouvido falar em colisão, mas nunca fui muito fã de assonâncias e aliterações exageradas, mesmo em poemas, quando são recursos de estilo.

Beijão!
Ana – Na Parede do Quarto

Eduarda Menezes - 07, maio 2012 às (02:25)

hahaha concordo com a Mi, muitas vezes fui mega prolixa em minhas provas, é o conhecido “enrolation”, mas enfim rs
Pri, eu adorei o novo foco da sua coluna, acho mega interessante conhecer mais sobre a nossa língua e você o faz de forma simples e divertida, bastante instrutiva.
Conhecia todos os vícios pois a gente aprende muito essas coisas no curso de Jornalismo, mas é sempre bom relembrá-los para manter a mente afiada. ^^
Beijão querida!

Érica Patricia Lopes - 07, maio 2012 às (12:22)

Plebeísmo? Nem sabia de sua existência hehehe

Muito feliz em saber que a coluna será focada na nossa querida língua portuguesa! Eu sempre gosto muito dos posts!! Parabéns!

Beijokas flores

Mariana Ribeiro - 07, maio 2012 às (13:08)

Olá, Mi e Pri!!
Eu também já fui prolixa em algumas provas na época do colégio, mas deixei isso de lado na facul, obviamente porque nunca gostei de “encher linguiça”.
Adorei essa coluna e os exemplos que citou em cada um dos casos, é de grande ajuda na hora em que compormos o texto.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Sora Seishin - 07, maio 2012 às (14:33)

Oi Pri!
Adorei a coluna!! Acho que estudei essas coisas na escola, mas nem lembrava mais *velha*
Vou aguardar a próxima coluna!

Beijos,
Sora – Meu Jardim de Livros

Nuvem de Letras - 07, maio 2012 às (17:56)

Olá
Achei super útil!!! Adorei o post, não conhecia tudo, só alguns dos vícios citados. O legal é que dá para aprender coisas importantes de um jeito bem descontraído.
Parabéns meninas =]

Beijos,
Daisy
nuvemdeletras.blogspot.com

leitoracompulsiva - 07, maio 2012 às (18:54)

Adorei o post.
Sinto falta de uma maior preocupação dos autores e blogueiros com a língua portuguesa!
Beijos
Camis – Leitora Compulsiva

Pah - 08, maio 2012 às (13:06)

Oi Pri, que legal esse post!

Eu não sabia que o nome dado ao chamado “caracol” (Quando você dá voltas e voltas, só acrescentando palavras diferentes em um mesmo significado) é Prolixidade… Boa, agora vou utilizá-la com minha irmã mais nova quando ela ficar me enrolando, ahauahauhauha

Beijos

Lucas Martins - 08, maio 2012 às (17:32)

Já cansei de comentar que adoro a coluna da Pri! Agora, relacionada ao português, vai ser ainda mais legal!
Beijão, Meninas!

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por