[Resenha] Casa das Estrelas — Javier Naranjo | Minha Vida Literária
21

nov
2018

[Resenha] Casa das Estrelas — Javier Naranjo

Título: Casa das Estrelas
Título original: Casa de las Estrellas
Organização: Javier Naranjo
Tradução: Carla Branco
Editora: Planeta
Número de Páginas:  144
Ano de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraivaSubmarino

Ao longo dos anos, Javier Naranjo, professor e poeta colombiano, coletou definições que seus alunos do curso primário davam a palavras, objetos, ideias, pessoas, lugares e sentimentos. Os pequenos verbetes, reunidos no grande sucesso Casa das estrelas, oscilam entre o poético, o lúdico, o melancólico e o revelador.

Casa das Estrelas é o resultado de um experimento de Javier Naranjo com seus alunos de escrita criativa. No final dos anos 1980, o professor sugeriu que as crianças definissem, com suas próprias palavras, o que para elas era “criança”. O resultado o surpreendeu tanto que ele começou a brincar com a ideia, pedindo definições de outras palavras. Naranjo foi repetindo a experiência no decorrer dos anos seguintes e publicou o resultado após mais de 10 anos de definições coletadas. Em 2013, o livro foi publicado no Brasil pela editora Foz, e agora em 2018 ganhou uma nova e belíssima edição pela Planeta.

O livro se abre com um prefácio do autor, contando o surgimento da obra e sua trajetória. Logo em seguida, somos conduzidos por capítulos divididos de acordo com o alfabeto, que reúnem palavras diversas iniciadas pela letra do capítulo em questão.

Por ser tratar de uma espécie de dicionário, a leitura de Casa das Estrelas é bastante rápida; as definições são curtas, bem como a linguagem é simples e direta, própria do palavreado infantil. Porém, isso não faz dela menos significativa — diria, aliás, que é justamente por esse elemento que a obra se torna tão poética.

Foram muitas as minhas reações durante a leitura: tive momentos em que gargalhei com as ideias contidas nas definições, em outros me peguei sorrindo com carinho. Porém, houve instantes em que senti a garganta fechar e o coração apertar de emoção, ou pela beleza e intensidade de uma ideia ou pela severidade e tristeza em outras.

Talvez, o mais incrível de Casa das Estrelas seja demonstrar o quanto a linguagem nada mais é do que uma forma de se demonstrar uma visão de mundo. Uma mesma palavra pode receber definições tão diversas — e ainda assim verdadeiras — porque representam vivências e experiências diferentes. Cada criança, em um determinado contexto, enxergará aquilo que a cerca e revelará sua realidade por meio de sua declaração.

De modo geral, me apaixonei por Casa das Estrelas por ter sido uma leitura tão prazerosa, reveladora e encantadora. Em pouco menos de uma hora, pude experimentar diversas sensações e fui levada a pensar nos diferentes cenários que podem ter originado os pensamentos revelados em cada verbete. Fica o destaque, também, para o belíssimo trabalho gráfico realizado pela editora Planeta: as ilustrações tornam a experiência de leitura ainda mais agradável e envolvente.





Deixe o seu comentário

4 Respostas para "[Resenha] Casa das Estrelas — Javier Naranjo"

Angela Cunha - 22, novembro 2018 às (07:04)

Quando li ali:Definição de Beijo:duas pessoas chegando perto, me apaixonei ainda mais pelo livrinho! Não o conhecia e já tinha ficado encantada com o título e capa.
Uma explosão de amor certamente em cada página, em cada definição vista pelos olhos inocentes de uma criança!
Com certeza, vai para a lista de desejados!!!
Beijo

Responder

Anna Mendes - 23, novembro 2018 às (08:02)

Oi Aione!
Amei a resenha!! <3
Nossa, que legal conhecer um livro colombiano!
Que gracinha a capa desse livro! E a edição está realmente linda!
Parece ser uma leitura leve e intensa ao mesmo tempo, emocionante e sensível! Fiquei muito curiosa para fazer a leitura! 🙂
Bjos!

Responder

Vitória Pantielly - 25, novembro 2018 às (23:48)

Oi Aione,
Não há nada mais verdadeiro do que os olhos de uma criança…
Imagino a experiência incrível de ler esse livro, cheio de palavras sinceras, e emocionantes. Amei, desde a edição, que de fato, ficou belíssima, amei tudo.
Como não se encantar?
Beijos

Responder

Ana I. J. Mercury - 29, novembro 2018 às (21:56)

Que lindo!
Não conhecia o livro, mas quero já pra hoje!
Que fofura! As palavras têm um poder, um toque sem igual e ver essas poesias nas vozes de crianças é muito amorzinho!!
bjs

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por