[Resenha] O Amante da Princesa — Larissa Siriani | Minha Vida Literária
29

maio
2018

[Resenha] O Amante da Princesa — Larissa Siriani

Título: O Amante da Princesa
Autor: Larissa Siriani
Editora: Verus
Número de Páginas: 224
Ano de Publicação: 2018
Skoob: Adicione
Compare e Compre: AmazonAmericanasSaraiva ♥ Submarino

Um romance sensual e divertido sobre as escolhas que são feitas por nós — e sobre tomar as rédeas da vida nas próprias mãos.
Maria Amélia de Bragança é princesa do Brasil, prometida a Maximiliano Habsburgo, arquiduque da Áustria. Mas não há nada que ela deseje menos do que esse casamento: como alguém pode querer que ela se case com um homem que nem sequer conhece? O que Amélia não esperava é que seu noivo chegasse ao Palácio das Janelas Verdes, em Lisboa, acompanhado do amigo Klaus Brachmann, um homem charmoso e experiente que se sente compelido a seduzir a princesa apenas pelo prazer da conquista. Uma viagem inesperada que Maximiliano precisa fazer se mostra a oportunidade perfeita para que Klaus ensine uma coisinha ou outra a Amélia entre quatro paredes… E, conforme o jogo avança, a possibilidade de casamento se torna cada vez mais remota para a princesa, que agora precisa proteger seu coração a todo custo.

O Amante da Princesa é o primeiro romance de época de Larissa Siriani. Publicado pela editora Verus, que já havia lançado Amor Plus Size da autora, o livro parte de dados históricos para nascer como uma ficção que assume os próprios caminhos — de maneira muito similar a como também faz a protagonista do enredo.

Maria Amélia de Bragança, princesa do Brasil, mora com a mãe em Portugal e foi prometida ao arquiduque da Áustria, Maximiliano Habsburgo. Apesar de ciente de seus deveres reais, a princesa não está nem um pouco ansiosa para seu casamento, já que não consegue se imaginar compartilhando a vida com alguém por quem ela, talvez, jamais se apaixone. A chegada do arquiduque ao Palácio das Janelas Verdes traz consigo uma surpresa: seu noivo vem acompanhado do amigo, Klaus Brachmann, que desperta a atenção de Amélia. E quando Klaus decide seduzi-la apenas pelo prazer da conquista, dá início a uma perigosa — e irresistível — jornada para ambos.

O Amante da Princesa já ganha destaque como romance de época por seu próprio contexto: em vez de nos vermos em meio à sociedade londrina do século XIX, como na maioria dos livros do gênero, estamos aqui em Lisboa, o que implica em não raramente nos deparamos com traços do português europeu no linguajar das personagens. Ainda, o fato de estarmos falando de figuras que, de certa maneira, realmente existiram cria um olhar paralelo ao daquele que acompanha um enredo ficcional, fazendo surgir o interesse pela busca de mais informações e detalhes desse momento em específico na história.

Contudo, independentemente de sua ligação com fatos verídicos, O Amante da Princesa conquista por si próprio. A escrita de Larissa Siriani envolve desde as primeiras páginas especialmente por não demorar a jogar o leitor para dentro dos acontecimentos. Não há rodeios no enredo, ao mesmo tempo em que nada é contado de maneira abrupta demais: a autora é capaz de encontrar o meio termo entre agilidade narrativa e capacidade de envolvimento. Sua escrita é, ao mesmo tempo, leve, direta, sensível e intensa.

E se a narrativa da obra já não cativasse o bastante, seus outros elementos contribuem para fazer de O Amante da Princesa um prato cheio em termos de leitura, desde o próprio rumo da trama às diversas referências literárias até as personagens em si, que cativam mesmo quando secundárias. Maria Amélia tem uma personalidade que garante força à história, é sua determinação e sua individualidade que movem o enredo como um todo, ao mesmo tempo que sua sensibilidade garante suavidade às páginas. Klaus é igualmente intensidade, ternura e mistério e a combinação de ambas personagens só pode resultar em combustão instantânea. Somos tragados pelo romance e envoltos por sua força e sensualidade em um caminho que só pode levar a um lugar. E quando descobrimos, juntamente dos protagonistas, a força indomável do amor, sabemos que não há como voltar atrás.

O Amante da Princesa me proporcionou uma leitura rápida, envolvente e repleta de altos e baixos. Já havia ouvido alertas sobre me preparar para seu final, mas, ainda assim, não tive como evitar o impacto que ele me causou. Finalizei o livro em lágrimas e encantada pela história de amor criada por Larissa Siriani. Para quem gosta de romances intensos, sensuais e arrebatadores, a história de Klaus e Maria Amélia é mais do que recomendada.





Deixe o seu comentário

6 Respostas para "[Resenha] O Amante da Princesa — Larissa Siriani"

Daiane Araújo - 29, maio 2018 às (20:19)

Oi, Aione.

Esse parece ser um daqueles livros arrebatadores, do jeitinho que eu gosto.

E esse toque do romance proibido acrescenta ainda mais intensidade à trama. Afinal, esse é um romance que, em uma época como aquela, poderia colocar muita coisa em jogo.

Enfim, é um livro que quero muitíssimo ler.

Responder

Anna Mendes - 30, maio 2018 às (09:22)

Oi Aione!
Adorei a resenha! <3
Que linda a capa desse livro!
Achei a premissa bem interessante e diferente.
Gosto muito quando um autor ou autora mistura fatos históricos com ficção. Isso dá um toque especial para a história.
Não costumo ler muitos romances de época, mas fiquei curiosa para conhecer essa história e a escrita da autora 🙂
Bjos!

Responder

Micheli Pegoraro - 30, maio 2018 às (15:37)

Oi Aione,
Não é segredo que amo romance de época, então, é claro que fiquei interessada em ler esse livro, ainda mais de uma autora nacional que tenho muita curiosidade em conhecer a escrita.
Amo os romances londrinos do século XIX, mas esse diferencial de trazer como cenário Lisboa já me deixou ansiosa para ler essa história.
Gostei de saber que a narrativa da autora é fluida, sem rodeios, trazendo uma trama que nos envolve logo nas primeiras paginas.
Estou curiosa para saber que final impactante é esse, espero ser cativada por esse casal protagonista de um romance proibido e intenso.
Beijos

Responder

Evandro - 30, maio 2018 às (22:10)

Que ótimo que já em seu ´primeiro romance de época a autora Larissa soube trabalhar um enredo bem estruturado com personagens bem construídas. Isso, claro, é um dos motivos de cativar o leitor e conseguir inseri-lo em seu enredo. Muito legal essa inserção de nomes conhecidos junto aos personagens fictícios. Gostei demais do lugar onde se passa também.

Responder

mirian kelly - 30, maio 2018 às (22:35)

Mais um romance de época me encanta e não é surpresa já que esse, pelo que li, tem tudo e mais um pouco para me fazer ficar completamente apaixonada pela historia. Todo esse clima de romance proibido me fez ter vontade de quero mais do livro. Estou ansiosa para conhecer essa obra, tenho certeza que irei amar.

Responder

RUDYNALVA CORREIA SOARES - 31, maio 2018 às (21:03)

Aione!
Fico feliz em ver que mais uma autora nacional, envereda pelo romance de época.
Nunca li nada da autora, mas pelo visto a escrita é bem envolvente e nos faz acompanhar todo enredo, drama e romance de forma intensa até o final.
Fiquei curiosa.
Bom feriado!
“O meu objetivo é colocar no papel aquilo que vejo e aquilo que sinto da mais simples e melhor maneira.. “(Ernest Hemingway)
cheirinhos
Rudy

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por