Coluna da Duhau #6 | Minha Vida Literária
28

ago
2011

Coluna da Duhau #6

E aí pessoas, tudo bem com vocês? Essa semana a dinâmica da Palavra do Dia mudou um pouco. Aliás, mudou somente no meu blog. Eu não estava tendo tempo de postar uma palavra nova todo dia, aí, em consenso com a Aione, decidi que o Resumo da Semana que ela posta aqui, também será postado igualzinho no meu blog. Pois assim não tenho que ficar pesquisando uma palavra nova todo dia, faço um resumão no final de semana e nós duas postamos ele. Então agora o Resumo da Semana estará presente aqui aos domingos e também no Livrificando (que está de “cara nova”, vocês já conferiram?).
Sem mais delongas, vamos ao resumo:

Segunda-feira:
– ALZHEIMER –
Uma das enfermidades mais graves relacionadas à memória é o mal de Alzheimer. Trata-se de uma doença ainda incurável, causada por certo tipo de degeneração de células nervosas do cérebro. Sua causa provavelmente está associada ao envelhecimento e os sintomas apresentados são, primeiramente, a perda gradativa de memória e do sentido de orientação, evoluindo para uma dificuldade em se comunicar e agir, até a morte, geralmente causada por infecção. Apesar de levar à morte, o Alzheimer tem tratamento, o que pode dar ao idoso maior qualidade de vida através do controle dos sintomas e retardamento das perdas cognitivas.
Terça-feira:
– SUARABÁCTI –
A Língua Portuguesa está em constante transformação e evolução. Somos nós, os usuários, que realizamos essas transformações. E um sinal da evolução da Língua são os suarabáctis. Sabe quando alguém pronuncia “subistituto”, mesmo que a grafia correta da palavra seja “substituto”? Ou quando alguém diz “adivogado”, quando se escreve “advogado”? Então, esses são exemplos desuarabáctisSuarabácti é um processo de acréscimo de uma vogal entre consoantes. Suarabáctis são muito comuns na linguagem semiformal ou informal e também podem ser chamados de anaptixes.
Quarta-feira:
– MAGOTE –
Sabe quando uma avenida é bloqueada por causa de uma manifestação ou passeata? Essas pessoas juntas formam um magote. E num possível engarrafamento na mesma avenida, os automóveis também constituem um magoteMagote é uma reunião, uma concentração de coisas, pessoas, ou de outros seres vivos. Pode existir um magote de flores, ferramentas, chaves… Tudo o que houver em grande quantidade forma um magote.
Quinta-feira:
– CANDANGO –
Candango era como os africanos chamavam os portugueses, por volta do século XIX. Tempos depois, essa palavra foi usada de forma pejorativa, para designar os trabalhadores nordestinos que, fugindo da seca, foram trabalhar na construção de Brasília. Hoje em dia, a palavra candango não define quem nasceu na capital nacional, e sim os trabalhadores que ergueram a cidade, fundada em 1960.
Sexta-feira:
– LOGÍSTICA –
Hoje em dia, a logística é uma área de gestão que se encarrega de calcular, prover e pôr em prática as atividades de uma empresa. Com origem na Grécia, a palavra está relacionada à contabilidade, à organização financeira. Possivelmente, a logística surgiu de necessidades militares. Enquanto se deslocavam, os exércitos precisavam se abastecer de armamento, munições e de comida. Havia, inclusive, um oficial chamado Logistikas responsável por isso.
E no comentário final, eu não posso deixar de homenagear Brasília, minha cidade linda, puxando o gancho da palavra candango. É um pena gigantesca que Brasília hoje em dia seja considerada, pelos desinformados, a capital da corrupção. Digo desinformados porque os políticos que aqui estão e fazem suas falcatruas, são em sua grande maioria, advindos de outros estados. Então, nós brasilienses, não temos culpas se esses safados vêm pra cá e sujam o nome de nossa cidade.
Só peço a você que diz que “em Brasília só tem ladrão”, que pense duas vezes antes de falar, por favor. Somos na maioria, como em qualquer outra cidade, trabalhadores honestos e nos revoltamos (com razão, pois levamos uma culpa que não é nossa) quando falam mal da nossa cidade nesse sentido. Brasília é a vítima, lembrem-se disso.
Passado o momento de revolta (haha), convido todos vocês a fazerem uma visita a Brasília, que eu acho que deveria ser conhecida por todos os brasileiros, por ser nada mais nada menos do que a capital do nosso Brasil. Além disso, fiquem com esse vídeo lindo que mostra só algumas das belezas de nossa cidade:

 

Nós temos um ditado aqui e ele é mais ou menos assim: “Se Brasília tivesse praia, seria perfeita.” Pois eu digo que mesmo sem praia, ela já é perfeita. Sim, eu sou MEGA apaixonada pela minha cidade e não a trocaria por nenhuma outra em qualquer lugar do Brasil ou do mundo.
Beijos,

 

 





Deixe o seu comentário

18 Respostas para "Coluna da Duhau #6"

Vanvan - 28, agosto 2011 às (23:25)

Adorei a postagem. Aqui no sul a palavra Candango significa burro de carga, rsrs, a quele que é praticamente um escravo.

Beijão. Balaio de Livros.

Eduarda Menezes - 28, agosto 2011 às (23:53)

Muito interessante as palavras, enriqueci o meu vocabulário ;D
Conhecia apenas Logística e Alzheimer!

Ah e Brasília é linda mesmo, gostaria muito de conhecer! E é uma pena que as pessoas confundam a questão da corrupção com a cidade mesmo, mas acredito que a maior parte dos que o falam referem-se aos políticos em si e não aos habitantes! De qlqr forma, deve ser chato! Também adoro a minha cidade (Recife) e ficaria triste caso passasse regularmente por acusações do tipo!

Um dia conheço Brasília! o/

Bjão Mi e Pri!!

Tici - 29, agosto 2011 às (01:05)

Aqui nós temos mania de chamar a quem não conhecemos de candango, uma frase como: Estava cheio de candangos lá. É muito normal aqui.
Agora que eu sei, vou pensar duas vezes antes de chamar alguém de candango. rsrs
Assim, todo lugar tem ladrão, então concordo com você.

Bjs.
Tici- ObsessionValley

Jaine - 29, agosto 2011 às (01:09)

Ah eu adoro sua coluna Duhau, é sempre muito produtivo lê-la, e é bem curioso também.
Palavras muito diferentes que às vezes ouvimos e nem ao menos sabemos o significado!
Muito bom.
Aiin, meu pai foi pra Brasilia esses dias acredita e eu não pude ir por causa da escola, tenho um tio que mora lá e morro de vontade de conhecer…

Beeijos
Jaine – Little Things

Babi Lorentz - 29, agosto 2011 às (01:20)

Hahahaha, que legal conhecer palavras novas!
Adorei.
Tinham algumas aí que eu nunca antes havia escutado. Essa coluna é ótima para aumentar nosso vocabulário!

Igor Gouveia - 29, agosto 2011 às (13:37)

Bem legal essa coluna da Duhau. Sempre é bom aumentar o nosso vocabulário não é? :}

Igor Gouveia
http://25conto.blogspot.com/

Bruno Miranda - 29, agosto 2011 às (14:06)

Dessas eu não sabia o que era Magote e Suarabácti. Eu sabia o de Candango porque eu li um livro que ele falava direto nos Candangos… rs Enfim, adorei as palavras! Eu não fazia ideia que impedir passagem em passeata se chamava magote… Beijos,
@minha_estanteMinha Estante

Pabline - 29, agosto 2011 às (15:28)

Olá… XD
Não fazia menor idéia que existia essa palavra: SUARABÁCTI. Interessante o significado.
Tá certa em defender sua cidade! XD
BJ!

-Amigas Entre Livros-

Aline Lopes - 29, agosto 2011 às (17:31)

Nossa algumas palavras eu desconhecia.
Muito bom o post bem interessante.
Beijos.

Books E Desenhos

Beatriz Gosmin - 29, agosto 2011 às (18:23)

Essa coluna é muito boa!
Aumenta nosso conhecimento sobre assuntos diversos e também o nosso vocabulário!

Beeijos

Bia | Blog Livros e Atitudes

Julia G - 29, agosto 2011 às (18:43)

Muito legal a coluna. Não sabia o que significavam várias dessas palavras! E quanto suarabáctis existem por aí, hein? “Adivogado” nem é nada, quando por aqui se escuta “Adevogado” ¬¬ iUHAuah

Beijos!
Conjunto da Obra

Entre Fatos & Livros - 29, agosto 2011 às (19:13)

Eu realmente não fazia ideia do que é suarabácti e magote. Ótima coluna!

BjoO
Pri
Entre Fatos e Livros

Ana Ferreira - 29, agosto 2011 às (19:47)

Olá, Pri!
Como a maioria, já conhecia Alzheimer, candango e logística, bem distintas entre si, a propósito.
Se não me falha a memória, já tinha ouvido a palavra “magote”, mas não conhecia o seu significado realmente.
É uma pena que tratem Brasília dessa forma. Eu mesma não culpo a cidade, apenas alguns políticos que, infelizmente, fazem parte do governo de nosso país.
Tenho boas impressões, a propósito, e um certo carinho, por conta das músicas da Legião Urbana e de Renato Russo, que sempre citava sua cidade querida.

Beijinhos,
Ana – Na Parede do Quarto

αmαndα cristinα ツ - 29, agosto 2011 às (22:01)

Adorei o ‘resumão’, rs’
Daí, não conhecia magote!
Adoro sua coluna, super legal! 😀

Beijinhos, :*
http://www.primeiro-livro.com

Lucas Martins - 30, agosto 2011 às (16:25)

Poxa, super legal! Não conhecia muiiiitas palavras! Muito criativa a ideia. Adorei!
Haha, bjão!

Marcelo Lima - 30, agosto 2011 às (23:35)

Ué eu não comentei aquiii ? Achei super interresante !

Van Castro - 31, agosto 2011 às (14:07)

Nossa, cada palavra estranha!
Hahaha

Clícia Godoy - 01, setembro 2011 às (03:39)

Hahaha!

Teve uma época em que todo mundo aqui em casa se chamava de candago!

Ri horrores agora, até fui falar pra minha vó, ver se ela lembrava!

;D

Bjinhos
Psiu!
Silêncio Que Eu To Lendo!

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por