junho 3, 2012 | Minha Vida Literária
03

jun
2012

Coluna da Duhau #29 – Crase

Olá, pessoas do meu Brasil! Tudo bom com vocês? Espero que sim. Bom, estou de volta pra mais uma coluna e o assunto dessa vez é: crase! Quando devemos utilizar esse acento indicativo de crase? É isso mesmo pessoal, a crase é representada por um acento grave quando ocorre uma fusão de duas vogais idênticas (a + a), ou seja, a junção da preposição a com os artigo definidos a ou as e os pronomes demonstrativos a, as, aquele(s), aquela(s), aquilo. Portanto, a crase não é aquele “acento ao contrário” em si, e sim a fusão propriamente dita.
Dada essa explicação inicial, vamos ao post:

– A pino – 
Regra: Só ocorre crase diante de palavras (substantivos) femininas, portanto nunca usem o acento grave indicativo de crase diante de palavras que não sejam femininas.
Ex.: Ela recorreu a mim. (Mim não é uma palavra feminina. Pode até referir-se a uma mulher, mas a palavra em si não tem gênero definido). 
Estou disposto a ajudar você. (Ajudar é verbo e não substantivo feminino). 
Vou à cidade. (Agora sim, pois cidade é um substantivo feminino).
OBS.: Aquela velha regra pode ser aplicada aqui: somente trocamos o verbo “ir” pelo verbo “voltar” e se, depois da troca, a preposição “da” surgir, então a crase ocorrerá.
Ex.: Vou a Porto Alegre (volto de Porto Alegre; não ocorre a crase).
Vou à Bahia (volto da Bahia)
– Paguei à cabeleireira –
Regra: Se houver verbo indicando destino, troca-se a palavra feminina por outra masculina. Se, diante da masculina, surgir “ao“, diante da feminina, ocorrerá a crase. Caso contrário, não ocorrerá a crase. Essa substituição serve pra evidenciar a existência da preposição e do artigo, caso que é exigido crase se for a + a.
Ex: Paguei à cabeleireira. (Paguei ao cabeleireiro; Com crase)
Respeito as regras. (Respeito os regulamentos; Sem crase)
– À noite –
Regra: Se o à noite for um adjunto adverbial de tempo feminino (e não somente um artigo + substantivo, como em a noite), ocorrerá a crase. O mesmo acontece com adjuntos adverbiais de modo e lugar.
Ex.: Encontrei a Maria ontem à noite.
Saí às pressas de casa.
Outros exemplos: à tarde, às escondidas, às escuras, à direita, à esquerda, à vontade, à revelia, etc.

– À distância –
Regra: Diante da palavra distância, só ocorrerá a crase se houver a formação de locução prepositiva (à distância de).
Ex.: Reconheci-o a distância.
Reconheci-o à distância de duzentos metros.
– À casa –
Regra: A palavra casa só terá artigo se estiver especificada. Portanto, só ocorrerá a crase diante dessa palavra nesse caso (artigo + preposição).
Ex.: Cheguei a casa antes de todos.
Cheguei à casa de Ronaldo antes de todos.  
Pessoal, ainda deixei MUITAS regras de fora, por isso necessito fazer um Parte II pra vocês, quem sabe até um Parte III. Espero que tenham gostado. Crase é um dos meus assuntos preferidos, então acho que ainda posso dar mais algumas diquinhas pra vocês. 😀
Beijão e uma ótima semana a todos!

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2019 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por