[Resenha] Lady Whistledown Contra-Ataca – Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch | Minha Vida Literária
12

jan
2018

[Resenha] Lady Whistledown Contra-Ataca – Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch

Título: Lady Whistledown Contra-Ataca
Autor: Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 352
Ano de Publicação: 2017
Skoob: Adicione
Compre: Amazon ♥ AmericanasSaraiva ♥ Submarino

Com a participação especial da famosa cronista da sociedade criada por Julia Quinn, Lady Whistledown Contra-Ataca é formado pelas narrativas curtas de quatro escritoras consagradas, tendo como fio condutor o roubo de uma pulseira milionária. Seus contos são como pérolas que se unem e formam uma peça de valor inestimável.

Julia Quinn encanta…
Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela.

Mia Ryan delicia…
Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.

Suzanne Enoch fascina…
Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.

Karen Hawkins seduz…
Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua linda e decidida esposa não será conquistada tão facilmente.

Lady Whistledown Contra-Ataca é uma antologia que reúne quatro contos, cada qual escrito por uma diferente autora de renome dentre os romances de época: Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch. Apesar de as histórias serem diferentes, há uma ligação entre elas: o misterioso desaparecimento de uma pulseira. Ainda, é a voz de Lady Whistledown, personagem icônica da série Os Bridgertons, de Julia Quinn, que também interliga os contos, já que aparece no início de todos os capítulos situando os acontecimentos que envolvem as personagens, exercendo, assim, sua função de colunista social da época.

Em “O primeiro beijo”, de Julia Quinn, conhecemos a história da debutante mais desejada da temporada e de um caça-dotes. Em “A última tentação”, de Mia Ryan, conto mais curto do livro, o romance se dá entre uma criada e um conde. Já entre “O melhor de dois mundos”, de Suzanne Enoch, não há diferença social entre os protagonistas, mas sim entre suas personalidades: a mocinha submissa e recatada que se envolve com o maior libertino da sociedade londrina. Por fim, em “O único para mim”, Karen Hawkins dá vida a um casamento interrompido há 12 anos, quando o marido abandonou a esposa, causando um escândalo, e que agora é revivido quando ele retorna para tentar reconquistá-la.

Apesar de cada conto conter seu próprio enredo, o contexto no qual são desenvolvidos é o mesmo. Assim, é comum que algumas personagens e situações reapareçam em contos diferentes, da mesma maneira que a cronologia entre eles é a mesma. Dessa forma, um dos pontos mais interessantes do livro é a noção de que há várias histórias se desenvolvendo ao mesmo tempo, cada qual relativa a um diferente protagonista. Também, é bastante agradável encontrar as ligações entre as tramas.

Embora o roubo da pulseira durante o jantar de lady Neeley seja o fator comum e inicial entre as histórias, acaba ficando em segundo plano dentro de cada narrativa. É o romance que fala alto em cada uma delas, deixando o destaque para o desenvolvimento dos sentimentos e da relação entre cada casal.

Em determinado nível, há certa padronização nas narrativas dos contos de Lady Whistledown Contra-Ataca: todas são desenvolvidas em terceira pessoa e compostas por um misto de leveza e sensualidade, fazendo do livro bastante típico do gênero a que pertence. Ainda assim, o toque pessoal de cada autora se torna perceptível, e o conto de Julia Quinn certamente foi o que mais me agradou: sua escrita foi a mais fluida e divertida, além do romance ter sido o mais envolvente. Sendo bem sincera, tive dificuldades para me envolver com os demais contos, de maneira que fiz leituras mais superficiais e arrastadas, sem me deixar imergir em cada trama. A voz de Lady Whistledown ao início de cada capítulo, para mim, foi o melhor de todos os contos, sobretudo por seu tom e observações sarcásticas.

Dessa maneira, embora a leitura de Lady Whistledown Contra-Ataca seja bastante característica da de um romance de época, acabei não a aproveitando como desejava. Seu diferencial se encontra no fato de oferecer diferentes histórias, levemente interligadas entre si, o que dá certo dinamismo à obra.





Deixe o seu comentário

8 Respostas para "[Resenha] Lady Whistledown Contra-Ataca – Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch"

Daiane Araújo - 13, Janeiro 2018 às (08:19)

Oi, Aione.

Uau… São quatro contos arrebatadores que nos faz querer saber mais sobre cada um deles, mas que ao mesmo tempo, é carregado de mistérios… Misturado à irreverência

Afinal, um dos personagens principal desses contos é o ladrão, e é um mentiroso… Então, eles não se tornam confiáveis. Ou, não?!

Em quem acreditar? Até que ponto devemos nos envolver, nos apegar e nos encantar pelos personagens? Até que ponto eles estão sendo verdadeiros?

“O Único Para Mim”, é o conto que eu tô mais ansiosa pra ler, por se tratar de um reencontro depois de anos sem se verem.

Eu, particularmente, prefiro contos interligados, mas que sejam escritos pelo mesmo autor, pra não ter essa “confusão” toda, no modo de escrever e não me agradar, porque há um diferencial e o leitor sente isso.

Bom, vamos ver o que eu acho desse livro, futuramente… Espero não me decepcionar, e é uma pena que ele não tenha te agradado tanto!

Responder

Anna Mendes - 13, Janeiro 2018 às (12:54)

Oi Aione! Ótima resenha!
Eu adoro as capas destes romances de época! Porém, acabo lendo poucos livros do gênero.
Ainda não li nada de nenhuma das autoras que estão presentes no livro resenhado. mas tenho muita curiosidade em ler algo delas, principalmente da Julia Quinn, pois só vejo comentários positivos sobre os livros dela.
Com relação à “Lady Whistledown Contra-Ataca”, gostei das premissas de cada um dos contos. Parece ser uma leitura leve e descontraída. Talvez eu leia esse livro para começar a ter contato com a escrita dessas autoras 😉
Bjos!

Responder

Aline Teixeira - 13, Janeiro 2018 às (17:14)

Olá Aione! Estou doida para ler esse livro pois sou fã da escrita de Julia Quinn. Adoro Lady Whistledown e seu sarcasmo. Gostei dos contos estarem interligados e esse mistério envolvendo o roubo ajuda a prender o leitor. Espero poder ler a obra em breve. Beijos

Responder

Vitória Pantielly - 13, Janeiro 2018 às (17:56)

Oi Clivia
Não sou fão de contos, mas quando vi esse lançamento da Julia Quinn fiquei doida para ler.. Além dos romances da autora serem lindos – apesar de clichê – são também bem divertidos, esse sumiço do bracelete mesmo ficando em segundo plano, deve ter dado um toque a mais nas histórias… Fora que tem a minha personagem favorita Lady Whistledon, então com certeza irei ler.
Bjs

Responder

Vitória Pantielly 15 jan 2018

@Vitória Pantielly, Oi *Aione
Rsrsrs

Responder

Lily Viana - 16, Janeiro 2018 às (16:11)

Olá!
Eu já li varias resenhas do livro e sei que a trama é muito bem envolvente.Eu não tenho muito habito de ler contos mas alguns me agrada bastante. Esse fiquei bem curiosa pelo conto O primeiro Beijo e outros mais. Eu quero ler em breve!

Tempos Literários

Responder

Lana Silva - 27, Janeiro 2018 às (08:50)

O que me fez chamar a atenção a esta leitura, e o fato de se tratar de contos, que são criados por autoras diferentes, mas que por causa do seu dinamismo na trama, em certo momentos as histórias se interligam, e pela sua resenha vejo que isto foi desenvolvido com êxito. Mesmo que em alguns momentos a leitura não tenha sido tão prazerosa para você, ainda me pareceu um livro muito bom, na qual quero ler.

Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

Responder

Ana Carolina Venceslau dos Santos - 29, Janeiro 2018 às (09:58)

Eu me lembro de ter ficado muito animada na época de lançamento desse livro porque eu estava sentindo falta de mais livros da Julia Quinn na minha vida e apesar de já ter visto várias resenhas desse livro e vários blocos diferentes eu ainda não tive a iniciativa de ler esse livro Por favor não me pergunte qual é o meu problema porque eu juro que eu não sei

Responder

Últimas Resenhas

Minha Vida Literária • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por